Uma blogueira vendeu os óvulos para viajar pelo mundo. E você, o que faria para viajar?

Aquela obrigação de seguir o ciclo da vida não existe mais como antigamente. As oportunidades e sonhos podem deixar a vontade de ter filhos em último plano.

Namorar, noivar, casar, ter filhos, cria-los e envelhecer. Aquela obrigação de seguir o ciclo da vida não existe mais como antigamente. O vasto acesso à informação, a infinidade de possibilidades de ser e fazer ou os lugares que podemos conhecer durante a vida acaba fazendo com que a vontade de deixar herdeiros fique em último plano. Para muitos, optar por não ter filhos ainda é mal visto, porém, há de se fazer entender que cada indivíduo é livre para fazer suas próprias escolhas e viver do jeito que se sentir completo. Foi o que a blogueira americana Randi Delano, de 32 anos, fez para si. 

A coragem de Randi Delano

dinheiroparaviajar

Randi cresceu em uma pequena cidade no Texas e, aos 14 anos, em sua primeira viagem de avião, foi contaminada pelo que os viajantes chamam de wanderlust – a grande vontade de conhecer o mundo e se deslumbrar com ele. Alguns anos depois, com seus planos de vida já bastante definidos, Randi decidiu que não queria ter filhos e, como seus outros dois irmãos já deram netos a seus pais, a cobrança não será problema. O único empecilho para que ela conseguisse concretizar o desejo de viajar pelo mundo era o financeiro. E como sanar as dívidas e conseguir viajar estando sem emprego e ainda vivendo as consequências de uma recessão no país?

Pois bem, sempre à procura de emprego nos classificados, Randi se depara com um anúncio de doação de óvulos, oferecendo cerca de US$ 10 mil para as voluntárias. Foi então que, diante da oportunidade, a ideia que a princípio parecia arriscada e drástica, fez Randi pensar que, por um lado, estaria ajudando mulheres com o desejo de serem mães, a realizarem este sonho.

Doar vidas e viver como sonhava

Blogueiros
Após muitos exames físicos e psicológicos, Randi doou seus óvulos, quitou suas dívidas e conseguiu um bom emprego. Mas e agora? Ainda com a incômoda sensação de que isso não a preenchia, encontrou em um amigo com planos de dar a volta ao mundo como mochileiro, o significado para sua vida. Foi então que, decidida a deixar tudo para trás e partir para uma aventura, Randi doou novamente seus óvulos, conseguindo o dinheiro que precisava para dar o start na jornada.

Atualmente, Randi e seu parceiro de viagem vivem experiências ao redor do mundo, relatando todas elas no blog Just a Pack e incentivando homens e mulheres a viver a vida de um modo que lhe faça completo, independentemente do que irão dizer sobre a sua escolha. Uma mochila nas costas e muita vontade de desbravar o mundo é só o que precisa.

Casar, morar junto, não se casar, adotar gatos, cães, ter um filho, ter vários filhos, viajar o mundo, aprender 5 idiomas, ser bom em patinação, tocar vários instrumentos… sua vida é você quem faz e os julgamentos sempre estarão aí para criar obstáculos. Se a vida não está completa de alguma forma, não está tão boa. E se não está tão boa, o que te impede de ser feliz?

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...