Heloísa von Ah
Heloísa von Ah
27 abr, 2017 - 12:56
vender livros usados

Como vender livros usados e antigos

Heloísa von Ah

Não sabe o que fazer com tanto livro encaixotado e empoeirado em casa? Então veja como vender livros usados, raros e antigos com boas margens de lucratividade.

O artigo continua após o anúncio

Comprou e não leu; comprou, leu e quer se desfazer; ou vem empoeirando ao longo de muitos anos. Não importa a condição, você provavelmente já se perguntou como vender livros usados para abrir espaço entre as estantes de casa.
A seguir, veja algumas alternativas para fazer um bom negócio e beneficiar tanto o seu bolso quanto aqueles que comprarem seus livros.

Vender livros para sebos

Geralmente, os sebos são a primeira opção de quem quer vender livros usados. Afinal, eles são especialistas no assunto e possivelmente existe algum na sua cidade, certo?

O único problema é que vender diretamente aos sebos pode não ser a alternativa mais lucrativa, já que eles oferecem preços bem inferiores ao que você gostaria – mesmo que seus livros estejam em bom estado de conservação.

Imagine só, comprar uma obra por R$ 50 e receber R$ 5 pela venda do exemplar praticamente novo. Nestes casos, aconselha-se a venda direta apenas dos livros que você realmente não tenha intenção de lucrar, mas que sabe que terão um destino melhor estando ali; geralmente até a opção de trocar livros por créditos é ofertada.

Em alguns casos, também é possível fugir dos pequenos sebos e apostar em empresas maiores para tentar melhores valores.

Alguns exemplos estão no sebo e livraria Traça (Porto Alegre), sebo Dulcinéia (São Paulo), Sebo Liberdade (São Paulo) e Baratos da Ribeiro (Rio de Janeiro).

Caso seus livros não estejam bem conservados, com rabiscos, dobras ou rasgos, doe-os a uma biblioteca comunitária ou, em últimos casos, recicle-os. O importante é dar um fim digno aos títulos que lhe serviram em alguma altura da vida.

Vender livros online

Por outro lado, vender livros usados pela internet é uma excelente maneira de conseguir bons preços pelo que tem a ofertar, além de poder fazer toda a negociação sem sair de casa. Através de determinados portais ainda é possível ter sua própria conta, onde você pode criar uma espécie de “lojinha” e ter ali seus livros à venda catalogados.

O artigo continua após o anúncio

Nesta e em outras categorias é possível vender seus livros online em sites como o LivronautaSebos Online e na gigante Estante Virtual. Nestes locais também estão cadastrados centenas de sebos e livreiros por todo o país, que você até pode entrar em contato para vender seus livros diretamente – pelo site da empresa ou pessoalmente.

Entre esses sites mediadores da venda, é importante se informar sobre política de frete, cadastro do acervo, comissões e se é preciso pagar para vender determinada quantidade de livros por lá. Na Estante Virtual, por exemplo, para cadastrar até 2 mil livros é preciso pagar pelo plano Prateleira, de R$ 49,90.

Onde vender livros antigos e raros

Agora, se estivermos falando em vender livros usados nas categorias antigos e raros, é preciso ter um pouco mais de cuidado na hora de escolher o local de venda, bem como necessário valorizar sua obra.

Antes de mais nada, comece realizando uma pesquisa sobre o possível valor de mercado do título antigo ou raro que tem em mãos. Considere ainda o estado de conservação do mesmo, de modo a valoriza-lo em quase 100%.

Em seguida, você pode correr para três caminhos diferentes:

  • o primeiro, vender o livro pessoalmente a um sebo especializado em livros do gênero;
  • segundo, pode entrar em contato com sebos virtuais também focados na compra de obras difíceis de serem encontradas;
  • a terceira alternativa é tentar vende-lo separadamente, e por conta própria através do Mercado Livre ou de portais como o Enjoei, por exemplo. Ali você é livre para dar o preço que quiser ao seu produto e vende-lo a quem estiver disposto a pagar.

Caso opte pelos sebos físicos e online, algumas opções de onde receber ofertas estão no Sebo do Messias (São Paulo), Livros Difíceis (Rio de Janeiro), Livraria do Chain (Curitiba) e até mesmo pela sua lojinha na Estante Virtual.

Compartilhar Twittar Pin Email WhatsApp