Julio Benck
Julio Benck
04 Apr, 2017 - 12:00
vale a pena trocar carro por moto
Motorista

Vale a pena trocar carro por moto para economizar?

Julio Benck

Na hora de pensar de vale a pena trocar carro por moto avalie os diferentes aspectos envolvidos e que podem justificar sua escolha por um ou outro tipo.

O artigo continua após o anúncio

Na correria do tráfego nas grandes metrópoles, não é difícil encontrar motoristas se perguntando se vale a pena trocar carro por moto. Se é esse seu caso e se acha que seu carro já deu o que tinha para dar, acompanhe o artigo e veja se é isso mesmo que você quer ou precisa.

Para saber se é realmente vantajosa a troca de um veículo de quatro rodas por um de duas, precisamos considerar os aspectos envolvidos na negociação. São eles a segurança, economia, rapidez, uso privado/profissional, custos envolvidos e conforto.

Trocar moto por carro durante a semana vale a pena?

Segurança

Se tem um quesito em que não vale a pena trocar carro por moto é a segurança. Como diz o jargão popular, parachoque de moto é o motociclista, descontado o óbvio exagero da frase.

O fato é que, não importa se de carro ou moto, o que mais influi para aumentar ou diminuir a segurança é o comportamento do motorista/motociclista.

Dificilmente você vai se acidentar numa moto se evitar os tão comuns abusos que são vistos diariamente no trânsito, tais como andar em alta velocidade no corredor, ziguezaguear nas vias expressas ou mesmo andar sem capacete.

Economia

Este é o motivo número 1 que leva motoristas a se manifestarem a favor da troca do carro por uma moto. Não é para menos, afinal, o carro mais econômico do Brasil, o Toyota Prius, faz cerca de 17 km/l de gasolina. Já a Honda CG 125 roda facilmente 45 km/l, ou seja, quase o triplo do que se roda no carro de passeio mais econômico do mercado.

A economia também se faz sentir no custo da manutenção, das peças e também com lavagens e estacionamento, afinal, na maior parte dos estabelecimentos comerciais, as motos são isentas do pagamento.

O artigo continua após o anúncio

Rapidez

Quesito em que as motos dão de goleada nos carros, a rapidez proporcionada pelos veículos em duas rodas também é um forte motivador no qual vale a pena trocar carro por moto.

Não é apenas na hora de encarar o trânsito que as motos são mais ágeis, mas também ao estacionar, já que não exigem grandes espaços ou vagas exclusivas para permanência, o que livra o motociclista da cansativa e demorada procura por uma vaga.

Uso privado / profissional

Nesse critério, vai pesar a necessidade de cada um na hora de decidir. Quem transporta cargas deve preferir o carro, enquanto os que preferem agilidade na entrega certamente darão preferência à moto.

Em relação ao transporte de passageiros, tanto carro quanto moto são opções válidas, embora boa parte dos mototáxis atue na clandestinidade.

Custos

Se considerarmos o preço de uma moto popular, com certeza a decisão pela moto não será muito difícil. Somando a isso a manutenção, teremos mais um motivo no qual vale a pena trocar carro por moto sem remorsos.

Talvez o valor do seguro não seja um atrativo, mas nada que a instalação de um dispositivo de segurança não dê conta de amenizar.

Conforto

Já em relação ao conforto, as motos perdem feio para os carros. Para quem trabalha em trajes mais formais, utilizar a moto como transporte todo dia pode não ser um bom negócio, não se é preciso estar impecável e engomado o tempo todo.

Para as mulheres, a posição de pilotagem em algumas motos pode ser um empecilho para usar peças como saias, sapatos de salto ou blusas mais decotadas. Ou seja, para quem tem perfil mais executivo, não vale a pena trocar carro por moto, já que o meio de transporte pode não ser uma boa ideia.

O artigo continua após o anúncio