Vale a pena financiar carro sem entrada?

Ao financiar carro sem entrada você paga 100% do valor. Porém, isto também implica em taxas mais altas de juros. Veja se vale a pena:

Antes de comprar o seu carro, avalie corretamente quais são as melhores opções para não pagar mais caro. Financiar carro sem entrada, à primeira vista, é muito vantajoso pois  é possível levá-lo para sua garagem sem desembolsar nada de imediato e o pagamento será parcelado. Porém, comprar um veículo sem dar uma entrada torna-se desvantajoso ao longo prazo, visto que as taxas de juro aplicadas costumam ser altas para essa modalidade de compra. Além disso, quanto maior for o número de parcelas, maiores serão os juros e o valor final pago pelo carro.

Saiba o que é preciso para financiar um veículo.

Vantagens do financiamento sem entrada

  • Comprar o carro de imediato, mesmo sem ter dinheiro na mão mesmo sem ter dinheiro na mão você pode sair da concessionária dirigindo o seu veículo;
  • Pagamento do valor total em parcelas;
  • Ao poupar dinheiro pode-se adiantar o pagamento de parcelas e até reduz os juros;
  • É possível vender o veículo sem ter quitado a dívida, transferindo o financiamento para outra pessoa, evitando que o seu nome fique sujo na praça;

Desvantagens do financiamento sem entrada

  • Taxas de juros altas;
  • Cobrança de impostos;
  • Orçamento comprometido durante o processo de quitação das parcelas;
  • O valor final pago é superior ao valor real do veículo, o que não vale a pena devido ao fato do carro ser um dos bens que mais se desvaloriza ao passar do tempo;
  • Deve-se levar em consideração a desvalorização do carro;

Confira os cálculos

Para o financiamento de um veículo de R$ 25.000,00:

  • Sem entrada: 60 parcelas com custo final de R$ 40.500,00
  • Com entrada: 20% + 48 parcelas com custo final de R$ 32.000,00

A diferença entre as duas formas de financiamento, com e sem entrada, é de R$ 8.500,00.

Entenda o porquê

Os valores calculados acima são tão diferentes devido às taxas de juros aplicadas. Quanto maior é a parcela de entrada, menor a taxa de juros. Neste caso, para o financiamento sem entrada, foi cobrado o valor de 1,7% ao mês. Já com entrada mais 48 parcelas, a taxa é de 0,99% ao mês.

É muito importante fazer uma pesquisa de mercado antes de escolher a instituição financeira. De acordo com as informações de taxas de juros disponibilizadas pelo Banco Central , os valores podem variar de 0.95% a 3,79% ao mês.

Não se esqueça dos impostos

Financiar um veículo também implica o pagamento do Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) e a taxa de cadastro para abertura de crédito.

Dicas importantes!

O banco das fabricantes de veículos, como por exemplo, Volkswagen, Fiat ou Ford, podem ser uma boa opção de taxas de juros baixas para aquisição do veículo. Não deixe de consultar nas concessionárias. Quanto menor é o tempo de financiamento, menores são as taxas de juros. Portanto, financie com o menor prazo possível, sem deixar com que as parcelas comprometam o seu orçamento.

O ideal é que o valor da parcela não ultrapasse 25% do seu rendimento mensal. E lembre-se de calcular as suas despesas com o veículo que vão além das prestações, tais como combustível, seguro, IPVA, DPVAT e manutenção.

Quando financiar carro sem entrada

O financiamento de carro sem entrada não é uma modalidade de compra muito indicada, pois ao final das parcelas, com as taxas de juro, você terá pagar um valor superior ao que o veículo realmente vale. O ideal é poupar ou dinheiro para comprar o bem à vista ou entrar em um consórcio.
No entanto, se você não consegue economizar e não pode esperar para ter o veículo em mãos, o financiamento sem entrada torne-se a melhor opção. Procure usar essa opção apenas em último caso. 

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...