Emprego: como encontrar vagas para deficientes físicos

No mercado de trabalho condicionado pela Lei da Inclusão, existem sempre vagas para deficientes físicos. É preciso saber apenas localizá-las.

 

Foi-se o tempo em que deficiências eram consideradas uma sentença de total incapacidade para o trabalho. Existem vagas para deficientes físicos que procuram emprego e querem uma vida ativa. Esses profissionais têm de enfrentar ainda muito preconceito e a visão errônea de que são inaptos para exercerem certos cargos.

 

Vagas para deficientes físicos

Visando a uma maior integração, foi sancionada em 2004 a Lei da Inclusão, a qual diz que todas as empresas com mais de 100 funcionários têm de ter de 2 a 5% de vagas para deficientes físicos. A porcentagem varia de acordo com o número de empregados. Na prática, os números ficam assim:
 

  • de 100 a 200: cota de 2%

  • de 201 a 500: cota de 3%

  • de 501 a 1.000: cota de 4%

  • acima de 1.001: cota de 5%

 

O problema é que, de acordo com os empregadores, nem sempre encontra-se com facilidade pessoas qualificadas para certas funções e chegam a sobrar vagas para deficientes físicos. Algumas apostam na formação de pessoas depois da contratação. Iniciativas de secretarias e entidades voltadas para a categoria vão surgindo nesse sentido e são mais um passo rumo à inclusão como deve ser.

 

Emprego acessível

Mas afinal, onde encontrar vagas para deficientes físicos? Como as empresas passaram a ter a obrigação de preencherem as cotas, têm de fazer publicidade desses cargos tal como fazem dos outros. Assim, os anúncios podem ser encontrados em qualquer lugar destinado a esse fim, como por exemplo, os sites de emprego. Muitas dessas ferramentas já criaram uma seção exclusiva para postos de trabalhos com essa especificidade. Aqui abaixo pode encontrar algumas opções:
 

 

Existem ainda portais e agências especializadas em vagas para pessoas com deficiência física. Alguns locais oferecem até mesmo uma espécie de serviço de consultoria, onde analisam o perfil do candidato e encaminham para empregos que adequem-se à sua situação. São exemplos:

 

 

Os anúncios de vagas para deficientes físicos podem vir ainda em classificados de jornais e até mesmo na vitrine de lojas. Sempre que identificar a sigla PCD no texto ou título da oferta fique a saber que é um posto de trabalho destinado a esse público.

 

As dificuldades ainda existem

Felizmente as vagas para deficientes físicos existem e promovem de fato a inclusão, mas é preciso ir além. Muitos profissionais encontram barreiras já no ambiente trabalho. Uma situação bastante comum é o local não ser adaptado para as suas limitações, dificultando o dia a dia. Frequentemente esbarram também na discriminação sofrida pelos colegas, mostrando que ainda precisamos avançar muito em termos de mentalidade.
 

Outra questão é também a própria motivação do deficiente físico diante de um cenário muitas vezes desanimador. Acredita ser incapaz ou tem receio justamente do panorama anteriormente citado. A quem estiver inserido nesse contexto e com as condições para entrar no mercado de trabalho, a máxima é não se deixar abater. Mesmo as pessoas sem deficiências aparentes podem enfrentar situações difíceis na busca por emprego ou já com carteira assinada. A força de vontade faz toda a diferença.

 

 

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...