Heloísa von Ah
Heloísa von Ah
17 Feb, 2017 - 12:00
universidades no exterior que aceitam o enem

Universidades no exterior que aceitam o ENEM

Heloísa von Ah

São muitas as universidades no exterior que aceitam o ENEM como processo seletivo. Conheça as instituições e como funciona o ingresso no Ensino Superior.

O artigo continua após o anúncio

Depois de uma reforma no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) feita por Fernando Haddad em 2009, o Brasil ganhou uma nova plataforma de acesso às universidades e de comprovação de conclusão do Ensino Médio. Mas a decisão não impactou apenas o SiSU, o ProUni e o vestibular: com a credibilidade que adquiriu, há muitas universidades no exterior que aceitam o Enem também começaram a aceitá-lo no processo seletivo de alunos brasileiros. Atualmente, elas estão concentradas em Portugal, com algumas oportunidades também no Reino Unido.

Universidades no exterior que aceitam o ENEM

Quem pretende realizar um curso em uma das universidades no exterior que aceitam o ENEM, deve ter atenção à convalidação do diploma no Brasil. O tratado de Bolonha firmado entre as instituições de ensino europeias definiu o tempo de bacharelado em 3 anos, tempo inferior ao Brasil. Para ter o mesmo diploma no país, muitas vezes é preciso cursar mais disciplinas para completar o curso e fazer valer o diploma. Também é possível cursar o programa inteiro – bacharelado e mestrado – chamados de primeiro e segundo ciclos, para se posicionar melhor no mercado brasileiro se a intenção for voltar após o término do curso.

É possível trabalhar e estudar?

Tomando como base que praticamente todas as universidades no exterior que aceitam o ENEM estão em Portugal, geralmente, quando um aluno brasileiro é aprovado em uma instituição de ensino portuguesa, deve dar entrada no visto de estudos no Brasil e depois obter a autorização de residência no país de destino.

De posse da autorização de residência, já é possível encontrar trabalhos part ou full time e estágios remunerados. Para ter a autorização de trabalho, é necessário solicitá-la quando já tiver o contrato, e desde que o expediente não interfira nos horários da faculdade.

Em Portugal é mais difícil encontrar universidades que ministrem aulas noturnas, chamadas de regime pós-laboral no país. Por isso, quem pretende trabalhar enquanto estuda deve estar atento aos horários do curso, que costumam ter aulas que variam entre manhã e tarde, dependendo do dia da semana. Além disso, os estágios em Portugal costumam não ser remunerados como no Brasil e, no geral, pagam apenas as ajudas de custo de transporte e alimentação, sem bolsa-auxílio.

O ano letivo

Nas universidades no exterior, no hemisfério Norte, o ano letivo tem início em setembro. Os candidatos devem ficar atentos aos prazos de inscrição, que geralmente são feitos via internet e começam em maio para estudantes internacionais. O primeiro semestre letivo é sempre em setembro. Por isso, quem pretende se candidatar ainda tem tempo para cuidar dos preparativos antes da viagem.

Existem três períodos de férias: as de Natal e Páscoa costumam durar 15 dias e as de verão duram cerca de dois meses. O verão na Europa é em julho, por isso é nesse período que o aluno terá as férias mais longas, ao contrário do Brasil.

As faculdades públicas são gratuitas?

Para nós, parece óbvia a gratuidade no ensino superior público. Mas em Portugal, até mesmo as universidades públicas exigem o pagamento de mensalidade, que os portugueses chamam de propina – e não, não é a propina que nós conhecemos. As universidades particulares costumam cobrar mais do que as públicas, mas todo o ensino superior é pago, salvo nos casos de concessão de bolsas.

O artigo continua após o anúncio

Para estudantes que não possuem nacionalidade portuguesa, o valor é ainda maior, chegando às vezes a triplicar em relação a um estudante nacional. A aprovação em uma universidade portuguesa não garante ao aluno a concessão de bolsas, que devem ser verificadas separadamente. Veja a seguir as universidades no exterior que aceitam o ENEM no processo seletivo.

1. Universidade de Coimbra

A faculdade mais antiga de Portugal e uma das mais antigas do mundo. A Universidade de Coimbra foi fundada em 1290, apenas 100 anos após o nascimento de Portugal, por D. Dinis. Reconhecida mundialmente pelo ensino de Direito, Coimbra também é uma cidade popularmente universitária que abriga estudantes de todo o mundo.

2. Universidade da Beira Interior (Covilhã)

O site da Universidade da Beira Interior tem uma página exclusivamente dedicada aos candidatos brasileiros, informando até mesmo o peso das notas em cada área do conhecimento no ENEM para acesso aos cursos. É possível também consultar a concessão de bolsas, em que os alunos brasileiros podem pagar o mesmo valor de propina que um português.

3. Universidade do Algarve

Quem não abre mão do calor do verão e procura estudar na Europa sob um clima praiano tem como opção a Universidade do Algarve. Os alunos com a melhor colocação podem se beneficiar de bolsas em que pagam o mesmo que um aluno português, cerca de € 1.100 ao ano. Para os demais colocados, as anuidades variam de € 2.000 a € 3.500, dependendo do curso.

4. Universidade de Lisboa

De adesão mais recente, a Universidade de Lisboa também é uma das grandes universidades no exterior que aceitam o ENEM como forma de ingresso. A maior universidade de Portugal e uma das maiores da Europa, essa é uma excelente opção para os estudantes que desejam não só dar o primeiro passo rumo ao ensino superior, mas viver no coração do país e ter ao seu redor uma grande variedade de oportunidades profissionais.

5. Universidade do Porto

Entre as 150 melhores universidade da Europa, a Universidade do Porto foi fundada em 1911 e ganha o estatuto de maior “berço” científico de Portugal. Situada na segunda maior cidade do país, a instituição de forte experiência acadêmica também possibilita integração social, cultural e profissional aos seus alunos.

6. Universidade da Madeira

Fundada em 1988, a Universidade da Madeira é mais uma das universidades no exterior que aceitam o ENEM como forma de ingresso. Situada no arquipélago autônomo da Madeira, especificamente na cidade do Funchal (capital), o estudante que optar por essa localidade terá à sua disposição um clima ameno durante o ano todo, além de uma forte cena cultural, esportiva e turística.

7. Universidade dos Açores

Fundada no ano de 1976, a Universidade dos Açores é uma das instituições de referência no seio do arquipélago. A instituição firma-se como uma verdadeira ponte entre a Europa, as Américas e outras geografias do saber. Com nota igual ou superior a 500 no ENEM, o candidato é dispensado de realizar outros exames de ingresso.

O artigo continua após o anúncio

8. Universidade do Minho

Entre as 150 melhores universidades do mundo, a Universidade do Minho foi fundada em 1973. Distribuída em três campi em duas cidades histórias – Braga e Guimarães – é possível estudar no Campus de Gualtar, Campus de Azurém ou Campus de Couros. A candidatura é realizada através de um formulário como este, onde a nota do ENEM deverá ser apresentada junto aos demais documentos.

Institutos Politécnicos

Os Institutos Politécnicos são instituições portuguesas que também concedem o grau de bacharel, mestrado e doutorado, mas especificam-se em áreas de conhecimento menos abrangentes do que as universidades. Estabelecendo uma comparação com o Brasil, são os equivalentes aos centros universitários. Veja a lista dos Institutos Politécnicos que aceitam o ENEM como forma de ingresso.

Universidades no Reino Unido que aceitam o ENEM

Apesar de sugestivo, o título vai muito além de uma resposta com sim ou não. Assim como as universidades nos Estados Unidos, por exemplo, para ser aceito em uma instituição no Reino Unido, muito além de uma simples nota é levado em consideração. Principalmente no caso de estrangeiros, são avaliadas questões como a proficiência no idioma, equivalência dos certificados de ensino médio e um exemplar desempenho em todos os anos do colegial. Quanto melhor as notas, maiores as chances de ser admitido.

Tendo isso em mente, conheça quais são as universidades inglesas que consideram a nota do ENEM para o ingresso em um curso de graduação (e as que pedem também para que o candidato realize o vestibular local). Para maiores informações, clique sobre o nome de cada uma das universidades e confira o processo seletivo necessário para aplicar.

Compartilhar Twittar Pin Email WhatsApp