Conheça os diferentes tipos de pneus e saiba qual escolher

Conheça os tipos de pneus e não faça mais confusão na hora de escolher, de acordo com fatores como as especificações e desenho impresso na banda de rodagem.

Conhecer os tipos de pneus que podem ser utilizados no carro faz muita diferença. A principal delas diz respeito à economia de combustível. Rodar com pneu com especificações recomendadas pelo fabricante garante o consumo ideal. Portanto, é necessário ter bastante atenção na hora da troca e das revisões.

Tipos de pneus

Os principais componentes de segurança de um carro são os pneus. São eles que garantem a rodagem, a frenagem segura e boa parte do conforto ao dirigir. Para que todas as funções dos pneus sejam satisfatoriamente cumpridas, é necessário calibrá-los semanalmente.

A calibragem garante as condições ideais de pressão dos pneus. Caso seja negligenciada, haverá perceptível aumento no consumo de combustível. Outras consequências sentidas quando os pneus não estão calibrados são desconforto ao dirigir, já que o volante fica mais pesado e a própria segurança fica comprometida.

Graças à resistência que apresentam em relação ao solo, os pneus devem ser instalados sempre respeitando as especificações para cada tipo de veículo. No entanto, tais especificações não significam que não possam ser utilizados pneus com desenhos adequados a certos tipos de condição climática ou pavimento.

No geral, pneus podem ser escolhidos de acordo com a sua construção, radial ou diagonal. O sentido de rodagem, no entanto, deve ser respeitado. Observe se os pneus são simétricos, assimétricos ou unidirecionais antes da troca. Simétricos podem rodar em qualquer sentido, assimétricos são indicados para longos trajetos e os unidirecionais rodam em qualquer direção.

Também é necessário observar a tração a que são destinados. Os tipos de pneus feitos para veículos com tração integral não podem ser utilizados em carros sem esse tipo de tracionamento.

O que você precisa saber antes de comprar pneus

Como ler um pneu

Ao procurar por tipos de pneus visando melhora na performance, é possível contar com modelos com desenhos de acordo com o tipo de uso. Por exemplo, pode ser que você busque por pneus para usar em pista molhada, ou feitos especificamente para uso no asfalto.

O desenho do pneu pode ser diferenciado na sua banda de rodagem, a parte que fica em contato com o solo. Nessa parte, existem o que se chamam de sulcos, as reentrâncias que tornam possível a aderência ao pavimento.

Estes sulcos podem ser dispostos de diferentes maneiras, tornando o pneu adequado para destinações específicas.

Não se pode confundir a escolha do pneu pelo desenho com a especificação. Nesse caso, devem ser seguidas as coordenadas alfanuméricas impressas na lateral do pneu.

Um pneu com a especificação 175/65 R14 82T, por exemplo, deve ser lido da seguinte forma.

  • 175 – largura do pneu em milímetros;
  • 65 – percentual que mede a razão entre largura e a altura do pneu. Quanto menor o valor, mais baixo o pneu;
  • R – letra que designa a construção, com R significando Radial, D, Diagonal e B, de Belted.;
  • 14 – diâmetro do aro da roda, que indica o aro ao qual se destina;;
  • 82 – Índice de carga, máxima que o pneu suporta. O número não significa o peso em si, que deve ser consultado em tabela própria.
  • T – Símbolo de velocidade, que indica a velocidade máxima que o pneu pode alcançar. Também deve ser consultada tabela específica para saber os valores correspondentes.

As melhores marcas de pneus do mercado

Pneus verdes são bons?

Estas especificações devem ser sempre observadas ao escolher pneus. Se as rodas de seu carro forem aro 15 e você compra pneus para aro 14, significa que os pneus estão fora das especificações. Para saber o tipo de pneu adequado, consulte o manual do proprietário.

Na hora da troca, pneus do mesmo eixo devem ser obrigatoriamente iguais. O mais indicado é que os quatro sejam do mesmo tipo, mas necessariamente os de mesmo eixo precisam ter especificações idênticas.

Uma opção indicada para quem quer garantir mais economia de combustível é utilizar os pneus verdes. Eles são fabricados com materiais renováveis e fazem com que o motor se esforce menos, reduzindo o consumo e as emissões de gases.

São mais caros, mas a economia que geram, ao longo do tempo, compensam o investimento. Trata-se de uma aquisição com ótimo custo benefício, além de uma ajuda para o meio ambiente.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...