Entenda o que é sinistro no seguro auto

É muito importante se cercar de cuidados antes de fazer um seguro automotivo, já que um sinistro só será coberto pela seguradora se estiver previsto em contrato.

No jargão técnico das empresas e profissionais de seguradoras, sinistro é todo acontecimento fortuito, alheio à vontade das pessoas envolvidas, que enseja a reparação de um dano. No caso de seguro de veículos, podem ser acidentes de trânsito, roubos, furtos e até mesmo incêndios, desde que sejam acidentais.

Significa que em caso de uma ocorrência em que se caracterize perda e materialize-se um dano, a pessoa ou objeto protegido por seguro fará jus a uma compensação por parte da seguradora, como forma de cobrir custos com reparos ou mesmo a reposição por um outro bem, no caso, outro carro com as mesmas características do que se perdeu, ou pelo menos no mesmo valor de mercado.

No entanto, para haver o ressarcimento, o contrato precisa ter discriminados todos os tipos de perdas e danos a serem cobertos.

Sinistros parciais ou integrais

A contratação de um seguro automotivo precisa ser muito cuidadosa e precedida de minuciosa pesquisa e ao optar pela seguradora. É imprescindível ler com toda a atenção o contrato de seguro, para certificar-se de que as situações de risco contra as quais pretende se resguardar serão cobertas da forma desejada. Isso poupará eventuais transtornos num momento já difícil por si só, já que a seguradora só se obriga a reparar o dano previsto em contrato.

A classificação de um sinistro pode ser feita de duas formas. Um parcial, em que o dano causado representa até 75% do valor total de um carro. Isso significa que, para um veículo que custa R$ 20 mil, um sinistro será qualificado como parcial se seu custo de reparação for de até R$ 15 mil.

Portanto, uma troca de uma roda, ou até mesmo das quatro será considerada uma perda parcial, assim como outros tipos de trocas e reparos de monta similar.

Já no caso das ocorrências em que o custo de reparação do veículo represente mais do que 75% do preço do carro, a seguradora enquadra como sinistro integral, também conhecido pela sigla PT, de perda total.

Como as seguradoras procedem

Após um acidente, furto ou roubo, a seguradora é acionada e começa então uma sequência de procedimentos para avaliar se haverá necessidade de cobertura por parte do seguro.

São, basicamente, três etapas, começando pela avaliação dos danos, em que serão medidas a extensão do patrimônio avariado, regularização, em que se define se há cobertura ou não e a liquidação, em que a seguradora finalmente efetiva a reparação de todos os prejuízos, podendo ser até a reposição do valor integral do veículo perdido.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...