Aprenda a simular empréstimo pessoal

Com a necessidade de obter crédito fácil, muitos migram das taxas do cheque especial e cartão rotativo para o crédito pessoal. Veja como simular empréstimo

Com as taxas exorbitantes de juros para crédito fácil como o cheque especial e o rotativo do cartão de crédito, muitos se veem pesquisando e comparando vantagens ao simular empréstimo pessoal.

Em geral, essa modalidade de empréstimo costuma ser mais barata que as demais operações facilmente disponibilizadas pelas instituições financeiras, entretanto, para encontrar as melhores oportunidades é preciso calcular taxas, custo efetivo total e vantagens oferecidas por cada entidade; por isso a importância da simulação.

Como simular empréstimo

De acordo com dados do Banco Central apresentados para a primeira semana de Agosto, enquanto a utilização do cheque especial pode atingir taxas de juros de até 16,67% a.m., o cartão de crédito rotativo chega sem dificuldades aos 22,71% a.m., tornando o empréstimo pessoal a solução mais palpável para conseguir um dinheiro extra e ter chances de se livrar das prestações do contrato. Para isso, é preciso saber simular empréstimo pessoal para economizar de verdade ao fechar negócio.

Em geral, por regra dita-se que juros praticados em financeiras são muito superiores aos bancos tradicionais, sendo este o primeiro ponto a ser avaliado ao simular empréstimo; se deseja economia e uma maior flexibilidade no pagamento das parcelas, opte por grandes bancos. Veja os exemplo a seguir, baseados em um empréstimo de R$ 5 mil para pagar no prazo de 18 meses:

Santander: entre os bancos com a menor taxa de juros se comparado a seus maiores concorrentes, o Santander disponibiliza uma taxa de 4,43% ao mês e 68,22% ao ano. Com base no exemplo, um empréstimo de R$ 5 mil pagos em 18 meses terá prestações de R$ 408,89 e valor total de R$ 7.360,09.

Sorocred: entre as financeiras, a Sorocred é uma das grandes empresas que oferece as menores taxas de juros – ainda que superiores aos bancos. Neste caso, são aplicados juros mensais de 6,86% e anuais de 121,70%, o que resultaria em parcelas de R$ 492,05 para o montante final de R$ 8.856,94

Ao final, com uma diferença de R$ 1.496,85 entre as duas cotações, vê-se claramente a importância de simular empréstimo pessoal. Para manter-se atualizado e conferir a taxa quinzenal vigente dos juros em operações de crédito em cada uma das entidades reconhecidas, basta acessar a página do Banco Central e clicar sobre a modalidade desejada.

Ainda entre as funcionalidades do BCB, está disponível a Calculadora do Cidadão, onde basta preencher os campos do formulário com os dados do empréstimo e clicar em “Calcular” para que todo o cálculo de juros compostos seja realizado.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...