Julio Benck
Julio Benck
03 out, 2017 - 15:34
prova prática do Detran

3 dicas infalíveis para passar na prova prática do Detran

Julio Benck

Passar na prova prática do Detran e conseguir a tão sonhada carteira de habilitação não é bicho de sete cabeças. Confira algumas dicas infalíveis.

A prova prática do Detran é a etapa final do curso de formação de condutores, e nela o candidato ou candidata a motorista ou motociclista terá seus conhecimentos práticos testados, a fim de comprovar se está apto a dirigir em vias públicas com segurança.

Não é difícil conseguir a aprovação na prova prática, desde que as orientações do professor da autoescola sejam rigorosamente seguidas. Nesse caso, existe receita de bolo sim, afinal, o roteiro do exame é sempre conhecido antecipadamente. Limitando-se a apenas fazer o que foi aprendido ao longo das 20 aulas práticas do curso de formação e seguindo atentamente o que o professor diz, não tem erro.

Prova prática do Detran: o que não se pode esquecer

Cada prova prática tem um percurso a ser seguido, além do exame de baliza. Para fazer a baliza, a atenção precisa se concentrar nos pontos em que o volante deverá ser rotacionado, tendo sempre o cuidado em não exagerar na velocidade das manobras. Na baliza, será considerado reprovado aquele que não conseguir estacionar o carro em no máximo três tentativas, dentro do limite de tempo estabelecido.

Igualmente reprobatório é derrubar ou encostar nas balizas, portanto, controlar a velocidade é fundamental para estacionar o carro da forma correta. Já na prova prática, o essencial é jamais esquecer de três procedimentos:

  • Afivelar o cinto de segurança imediatamente após entrar no carro (não fazer gera perda de 3 pontos);
  • Ajustar os retrovisores e sempre utilizá-los antes das manobras (não fazer gera perda de 1 ponto);
  • Acionar as setas antes de toda e qualquer mudança de direção (não fazer gera perda de 3 pontos).

O candidato a motorista habilitado na categoria B poderá perder até 3 pontos ao longo de toda a prova prática do Detran, portanto, a margem para erro é muito pequena. Mas com atenção e seguindo as orientações o que o professor do curso de formação passar, dificilmente a aprovação não será conseguida.

A importância do simulado

Antes da prova prática do Detran, as autoescolas oferecem a possibilidade de o aluno fazer um exame simulado. Trata-se de um teste, simulando as mesmas situações que serão vivenciadas na prova prática. Custa, em média, R$ 250,00, e é recomendável para quem quer garantir a aprovação sem sustos. O diretor da autoescola Padrão do Rio de Janeiro, Robson Rosa, enfatiza a necessidade de se fazer simulado “pela experiência que temos ao longo de 20 anos no setor, podemos afirmar com segurança que fazer o simulado antes da prova prática do Detran é um diferencial. Sem ele, as chances de aprovação diminuem sensivelmente, embora isso não seja uma regra”.

Exame de moto

Embora curto, o exame prático de moto carrega uma relativa complexidade, e exige do candidato perícia ao executar as manobras exigidas. Assim como a prova de carro, na prova de moto o candidato poderá perder até 3 pontos, sendo reprovado quem atingir o limite de 4 pontos perdidos. No exame para a habilitação categoria A, será reprovado quem:

  • Começar o exame sem afivelar o capacete e fechar a viseira completamente;
  • Não cumprir o percurso predeterminado;
  • Derrubar um ou mais cones de balizamento;
  • Cair da moto ao longo da prova;
  • Desequilibrar-se na prancha, saindo dela lateralmente;
  • Desobedecer a parada obrigatória;
  • Colocar um ou ambos os pés no chão com o veículo em movimento;
  • Provocar acidente durante o exame;
  • Cometer qualquer outra infração de trânsito de natureza gravíssima.

Para a prova prática de moto, vale o mesmo: fazer um exame simulado antes do dia marcado aumenta bastante as chances de aprovação.

O diretor Robson Rosa acrescenta “é muito importante que o candidato siga apenas o que o professor orienta a fazer. O nervosismo que alguns apresentam no dia da prova prática tem a ver com um certo medo de dar errado, e isso faz com que os ensinamentos transmitidos sejam esquecidos. Tem que se apegar com unhas e dentes ao que o professor passou, e a aprovação será garantida”.