Romana Naruna
Romana Naruna
10 nov, 2017 - 07:29
profissões para se aposentar mais cedo

Cansado de trabalhar? Veja 7 profissões para se aposentar mais cedo

Romana Naruna

Quem escolhe uma das profissões para se aposentar mais cedo sequer está pensando nisso, mas é uma realidade. A carreira média de alguns profissionais é de 20 anos.

O artigo continua após o anúncio

Imagine retirar-se do mercado de trabalho por volta dos 35 anos, enquanto muitos profissionais ainda estão em ascensão. Parece bom? Para alguns sim, para outros não, mas isso é o que acontece com quem escolhe algumas das profissões para se aposentar mais cedo.

Os motivos estão ligados a condições físicas, contacto ininterrupto com agentes virais, produtos químicos e riscos ergométricos. Na hora de abandonar o front, tudo isso é levado em conta. Os beneficiários do INSS que executam algumas das profissões para se aposentar mais cedo podem pedir a aposentadoria especial.

Mas afinal, quais são as profissões para se aposentar mais cedo? Confira 7 carreiras em que você pode pendurar as chuteiras bem antes de muita gente.

Profissões para se aposentar mais cedo

1. Profissionais da área da saúde

Salários de R$ 998 a R$ 9.432.

Médicos, enfermeiros, técnicos em radiogologia são algumas das profissões para se aposentar mais cedo. Todos aqueles que trabalham em hospitais estão sujeitos a saírem antes do mercado de trabalho por conta de exposição constante a vírus e outros agentes contaminantes.

Em média, com 25 anos de carreira pode ser concedida aposentadoria especial. Para o efeito, será considerado o tempo e a frequência de exposição aos perigos.

2. Metalúrgicos

Salário base da categoria: R$ 950

O metalúrgico é responsável pelo tratamento e produção de metais. Está diretamente exposto a químicos e os riscos de um acidente de trabalho são enormes, por isso faz parte do rol das profissões para se aposentar mais cedo.

O artigo continua após o anúncio

Esse profissional encontra colocação na mineração, indústrias navais, aeronáuticas, automobilísticas e siderúrgicas.

3. Frentistas

Salário médio: R$ 1.100

O ambiente dos postos de gasolina é dos mais perigosos que se possa imaginar. Risco iminentes de explosões e acidentes graves, gases tóxicos sempre a pairar. Sendo assim, o frentista não tem outro caminho se não estar entre as profissões para se aposentar mais cedo.

Essa é das categorias que mais tem resposta positiva nos processos de aposentadoria especial, dado o reconhecimento dos perigos contantes que corre. A carreira média neste setor é de 20 anos.

4. Pedreiros da construção civil

Salário base da categoria: R$ 1.055,13.

Igualmente em risco, o pedreiro da construção civil também está entre as profissões para se aposentar mais cedo. A razão é bem óbvia e visível. Apesar da segurança no ambiente de trabalho ser revista e constantemente reforçada, não são raros os acidentes em canteiros de obras. São paredes que desmoronam, buracos que se abrem, fora a poeira constante.

Os pedreiros ainda correm grande risco de desenvolverem doenças respiratórias. Normalmente trabalham por 25 anos antes de pedirem a aposentadoria especial.

5. Químicos

Salário médio: R$ 2.998,11.

O artigo continua após o anúncio

Os químicos realizam a pesquisa de elementos… químicos. Por esse motivo, não será novidade afirmar que estão sempre expostos a eles. Apesar do aumento de medidas de segurança, ainda é uma profissão de risco sim.

Via de regra, ao fim de 25 anos de serviço, o profissional se aposenta, mas há casos e casos. Dependendo das condições em que trabalhou, pode vir a retirar-se do mercado de trabalho com até 15 anos de profissão.

6. Eletricitário

Salário médio: R$ 2.952.

O eletricitário representa uma classe de trabalhadores que, como o nome explicita, mexem com eletricidade. Normalmente prestam serviços a empresas da área. Você podem imaginar os riscos envolvidos. Por esse motivo, recebem já um adicional de periculosidade e estão na lista das profissões para se aposentar mais cedo.

Normalmente, é uma profissão que leva até 25 anos de serviço.

7. Jogadores de futebol

Salário inicial: R$ 1.510 (cerca de 2% da categoria ganha mais de 20 vezes esse valor).

Essa talvez seja uma das carreiras com menor duração conhecida. O atleta normalmente inicia-se muito cedo. O primeiro contrato profissional pode ser assinado aos 16 anos, de acordo com regras da FIFA.

Até os 30 anos, está no ápice da sua forma física. Depois dessa idade, a resistência já não é a mesma e nem o rendimento. Fora isso, o jogador de futebol está sempre sujeito a lesões, algumas tão graves que pode fazer a carreira ser ainda mais curta. A maioria dos atletas se aposentam entre os 33 e os 38 anos.

O artigo continua após o anúncio
Compartilhar Twittar Pin Email WhatsApp