Redação Hintigo
Redação Hintigo
20 mar, 2019 - 11:06
poupar no vestuário

7 dicas para poupar no vestuário sem ninguém se aperceber

Redação Hintigo

Quer poupar no vestuário mas tem receio de sacrificar o estilo e até de passar vergonha? Siga estas dicas e se surpreenda com a transformação.

O artigo continua após o anúncio

A roupa que vestimos é a nossa principal vaidade e a nossa maior perdição: quem não desatina quando, ao avaliar o orçamento mensal, percebe que uma boa fatia foi gasta em novas peças para o guarda-roupa? Foi a pensar naqueles que, não sendo ricos, também não querem andar mal vestidos, que reunimos algumas dicas para poupar no vestuário sem que se note no dia-a-dia. Saiba quais são.

Como poupar no vestuário e manter o estilo?

1. Compre baratinho

Não tem mal nenhum comprar nas lojas mais baratas, até nas lojas chinesas. Afinal, se olhar para a etiqueta das maiores cadeias de lojas, vai perceber que as peças vêm exatamente do mesmo sítio que as da loja dos chineses – só que inflacionadas no preço.

Vá dando uns passeios pelas lojas mais baratas e não tenha pressa de comprar. Mantenha abertura de espírito e compre aquilo de que gosta e que não lhe pareça fraco – se não lhe parece a si, também não vai parecer aos outros.

Poupar no vestuário passa muito pela inteligência no momento da compra. Claro que não vai comprar uns sapatos fracos para andar um dia inteiro com eles nos pés, porque vai magoar-se, mas se comprar umas calças de ganga é difícil que alguém saiba de onde elas vieram.

2. Compre a combinar

Uma das estratégias mais fáceis de seguir para poupar no vestuário é comprar peças que combinam com as que já tem em casa.

Sempre que for a uma loja e quiser comprar uma peça, experimente-a e, em frente ao espelho, pense em todas as roupas que já tem em casa e que podem combinar com aquela peça. Se não se lembrar de nenhuma, não é boa ideia fazer a compra, porque vai levá-lo ao eterno argumento “agora tenho de comprar outra peça que combine com esta”.

Se está a pensar que não quer vestir-se de verde todos os dias, temos outra dica para poupar no vestuário sem perder a graça: compre peças de cores neutras e fáceis de combinar (as gangas, por exemplo, os brancos e os pretos). A partir daí, tudo o que comprar terá sempre algo a condizer.

3. Aproveite as promoções

Se é para poupar no vestuário, vale tudo: saldos, promoções, descontos esporádicos, black friday, liquidações, outlets… Vá a todas as oportunidades que conhecer e perca tempo a procurar peças bonitas.

O artigo continua após o anúncio
brechós online
Veja também Melhores brechós online para passar a comprar roupas e sapatos

Importante é partir para a “missão” consciente de que nem sempre vai encontrar pechinchas e nem sempre vai encontrar peças que valem a pena comprar, mas se conseguir fazer desta uma atividade regular vai acabar por encontrar o que procura.

4. Peça as coleções anteriores

Não precisa de comprar um lenço em quinta mão da coleção de 1960, mas há peças em que não há drama nenhum procurar nas coleções antigas.

Um exemplo? Vestidos de festa. Quando vai a uma festa consegue perceber quais daqueles vestidos são da coleção deste ano? Não consegue: por isso está ali uma excelente oportunidade para poupar no vestuário que, ainda por cima, costuma ser mais caro.

Sempre que puder, procure as zonas de coleção antiga das lojas. Uma vez por outra vai encontrar peças abandonadas que ninguém comprou e que, a si, ficam lindamente.

5. Reutilize

Se quer mesmo poupar no vestuário, nunca deite fora peças da estação que está a terminar. O hábito de fazer a “limpeza” no momento em que está a guardar as peças da estação que termina para trazer à luz as peças da estação que começa é muito bom para poupar espaço, mas é muito mau para poupar no vestuário. Quem disse que as peças não podem servir novamente dali a uns meses?

Se tiver espaço para isso, guarde sempre todas as peças da estação que está a terminar. Elas podem, dali a uns meses, voltar a parecer-lhe interessantes e atraentes, e algumas até podem ser modificadas para se adaptarem às novas tendências – afinal, nem sempre as tendências variam assim tão radicalmente de um ano para o outro.

6. Não seja vítima da moda

Um dos mantras de quem gosta de poupar no vestuário é nunca comprar peças demasiado representativas de uma tendência. Por exemplo, se no próximo mês a moda forem camisolas com lantejoulas azuis numa gola até ao umbigo, ao comprar uma peça dessas está a decretar imediatamente que ela terá um prazo de validade curto – afinal, dificilmente a moda vai manter-se no próximo ano, e a peça é tão específica que logo se perceberá que é da estação anterior.

Por muito atraente que uma moda lhe pareça, evite aderir a ela de forma demasiado evidente, para que as peças continuem a servir no ano seguinte.

O artigo continua após o anúncio
comprar roupas online
Veja também 14 sites confiáveis e baratos para comprar roupas online

7. Invista em acessórios

É muito mais fácil poupar no vestuário quando ele é ofuscado pelos acessórios. Quem vai reparar que a sua blusa tem três anos se, por cima dela, está um magnífico lenço?

Compensar a desatualização das roupas com a modernização dos acessórios é uma estratégia muito comum que o seu bolso vai adorar, até porque é mais fácil encontrar acessórios bonitos e baratos do que roupas bonitas e baratas.

Se não sabe bem como fazê-lo, aposte em acessórios grandes, chamativos e mais coloridos ou mais brilhantes, já que, quanto mais eles chamarem a atenção, menos atenção sobra para o que traz vestido.

sites de compra coletiva
Veja também Conheça os sites de compra coletiva mais usados no Brasil

Poupar no vestuário é, cada vez mais, uma tarefa difícil, porque as marcas insistem em vender-nos peças standardizadas e muito “coladas” à tendência de cada estação. A estratégia, claro, é propositada, porque as marcas querem vender mais, mas há, ainda assim, algumas formas de fugir a essa armadilha.