Qual o melhor negócio: poupança ou consórcio automóvel?

Para quem quer comprar um carro e não tem pressa, qual é a alternativa mais vantajosa? Abrir uma poupança ou entrar em um consórcio automóvel?

Muitas pessoas recorrem ao consórcio automóvel pensando ser a única maneira possível de comprar um carro, já que não tem juros, nem entrada, e nem a burocracia do financiamento.  Porém, para quem precisa, ou quer ter o carro de imediato, não é a melhor maneira.

O consórcio automóvel é um negócio indicado apenas para quem não precisa ter o carro em mãos de imediato, ou para quem tem boa parte do valor total do bem para dar um lance e ser contemplado logo no início do consórcio.

Quem entra em um consórcio automóvel sem dinheiro para dar um lance vencedor, deve saber que pode ser preciso esperar todo o tempo de duração do grupo de consorciados para receber o carro. Ou seja, se o grupo tem duração de 60 meses, você pode ter a sorte de ser um dos primeiros sorteados, mas também pode ter o azar de ser o último e ter que esperar até 5 anos para receber o seu veículo.

Ou seja, ao considerar a hipótese de aderir a um consórcio automóvel, pense muito bem nas suas reais necessidades, não se deixe seduzir apenas pelo apelo financeiro do consórcio, por ser bem mais barato que um financiamento.

 Consórcio automóvel ou poupança?

Muitas pessoas falam que o consórcio é uma poupança forçada. Na verdade, é um pouco diferente, porque em uma poupança, ainda que você não tenha rendimentos com o dinheiro guardado, não paga nada para poupar e também não perde. Os montantes vão acumulando e, se for uma poupança financeira, pode render. Já num consórcio, você precisará pagar taxa de administração financeira e fundo de reserva.

Só vale a pena utilizar o consórcio para substituir a poupança, aquelas pessoas que não têm disciplina financeira e que precisam firmar um contrato que as comprometa com o pagamento mensal de um valor determinado, e que será utilizado para um fim pré-definido.

Para que você tenha uma ideia de como a poupança é mais vantajosa, imagine que uma pessoa quer comprar um carro no valor de R$30 mil e faz uma poupança financeira mensal de R$540,00, e uma outra pessoa que também quer comprar um carro do mesmo valor entra num consórcio pagando R$540,00 mensal:

Consórcio automóvel
Valor do carro: R$30 mil
Duração: 60 meses
Taxa de administração: 2,80%
Taxa de fundo de reserva: 5,00%
Prestação mensal: R$540,00
 

Poupança financeira
Poupança mensal: R$540,00
Retorno mensal da aplicação: 0,80%

 Ao final de 42 meses, o poupador já terá reunido R$31.660,00, e o consorciado ainda terá para pagar R$9.720,00. Ou seja, nestas condições, o poupador irá conseguir comprar o carro 18 meses antes do que o consorciado. 

Para quem tem disciplina financeira e não tem pressa, a poupança, sem dúvidas, é a melhor opção. Com o dinheiro em mãos, é sempre mais fácil negociar. E ainda que você não consiga esperar para poupar todo o dinheiro que precisa para comprar o carro, pode conseguir o suficiente para dar uma boa entrada e financiar o restante com juros mais baixos, ou mesmo entrar num consórcio automóvel com uma reserva financeira considerável para dar um lance vencedor.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...