4 piores marcas de tablet

Conheça as piores marcas de tablet presentes no mercado e saiba os motivos que fazem cada uma delas aparecerem nessa lista.

Durante um bom tempo os tablets foram uma grande sensação no mercado de eletrônicos. Parecia que seu uso seria indispensável para todos, mas com o passar do tempo os consumidores perceberam que os smartphones já bastavam para cumprir todas as tarefas que um tablet faria. Mas ainda hoje existe muita procura por eles. E nesse meio, existem as piores marcas de tablet.

Para ajudar você no momento de escolher a melhor opção de compra, preparamos uma lista com as 4 piores marcas de tablet para que sejam descartadas da sua lista. Afinal de contas, se o próprio mercado já indica que essas marcas não correspondem ao que deveriam, então o alerta já deve ficar ligado quando for pesquisar o seu.

4 melhores tablets para comprar em 2018

Top 4 de piores marcas de tablet

Seja por conta de problemas técnicos ou por conta de defeitos mais graves, o fato é que cada uma dessas marcas não passam confiança para quem está em busca de um novo equipamento.

1. DL

A marca brasileira DL que se destaca por sempre lançar tablets com valores bem mais em conta do que outras marcas reconhecidas pelos consumidores já aparece no início da nossa lista de piores marcas de tablet.

Ela possui o maior número de reclamações no site Reclame Aqui, portal muito conhecido e valorizado pelo público por mostrar os feedbacks reais dos consumidores sobre os produtos e as marcas.

Lentidão, falta de conexão com rede de internet, bateria de baixíssima duração. Todos esses problemas causam revoltas nos consumidores da marca para os tablets lançados. Mas vale dizer que em um modelo a marca acertou e muito! É o tablet infantil da DL, produzido com foco nas crianças, e que nessa categoria de destaca bastante dos demais.

Mas se formos parar para analisar a linha tradicional de tablets DL, a escolha pode não ser a melhor.

2. Philco

Marca já tradicional, a Philco também passou a produzir tablets com preços acessíveis. Mas eles não se deram muito bem nesse cenário competitivo.

Inclusive a falta de componentes dentro das caixas lacradas dos aparelhos irritou bastante os consumidores que constantemente buscam formas de expor todos os problemas existentes.

Outras falhas durante a utilização dos tablets da Philco além de travamentos constantes com pouco tempo de uso deixam claro que os modelos da marca acabam deixando ela na nossa lista de piores marcas de tablet.

3. Multilaser

Marca já conhecida por oferecer equipamentos mais em conta no mercado, a Multilaser também aparece na lista de piores marcas de tablet. Na lista de mais reclamadas no site Reclame Aqui ela também se destaca. Mesmo tentando responder as notificações, os problemas parecem não acabar tão fácil.

Um dos principais defeitos nos tablets da Multilaser é falta de conexão via 3G. Apesar da fabricante fazer toda a sua divulgação fornecendo esse detalhe que para muitos é um diferencial e tanto, na prática a funcionalidade não acontece, frustrando muitos consumidores.

Melhor tablet infantil por até 500 reais

4. Genesis

Problemas contínuos com o Wi-Fi além de travamentos na tela inicial durante o momento de ligar o aparelho são apenas alguns dos problemas comuns que surgem nos aparelhos da marca Genesis.

A marca também coloca modelos bem mais em conta no mercado, mas em compensação peca em pontos cruciais que acabam colocando ela na lista de piores marcas de tablet.

Problemas com o multi toque na tela e demora nas respostas mais básicas acabam gerando a fúria dos consumidores, que não ficam calados e expõem todas essas falhas no intuito de ajudar outras pessoas a evitarem equipamentos da mesma marca.

Gostou de conferir a lista de piores marcas de tablet? Está pronto para escolher o seu deixando de fora essas que já estão marcadas por falhas recorrentes e problemas difíceis de solucionar? Então compartilhe o post nas suas redes sociais e ajude mais pessoas a fugirem dessas armadilhas espalhadas no mercado de tablets.

Na Web

você pode gostar também