Os principais golpes e riscos do Netflix grátis

Diante da tentativa de burlar sistemas para obter um Netflix grátis, muitas são as pessoas que caem em golpes cibernéticos. Veja quais são os riscos.

O favorito serviço de filmes, séries e documentários via streaming Netflix já possui seu nome envolvido em diversas tentativas de golpes e fraudes no Brasil. A empresa, uma vez que exige pagamento – mesmo que a um preço acessível – para disponibilizar seu conteúdo, se depara com diversos potenciais usuários que se esforçam para encontrar meios de assistir Netflix grátis; o resultado pode sair muito mais caro que a simples assinatura do serviço legalmente.

O risco do Netflix grátis

Diante da tentativa de burlar sistemas e acessar conteúdos sem a necessidade realizar uma assinatura, muitas pessoas procuram por formas de utilizar o Netflix grátis. Com isso, criminosos da web se aproveitam da demanda e criam uma diversidade de golpes, vírus e maneiras de roubar dados e senhas dos usuários interessados em fraudar o serviço.

Os riscos, apresentados de diversas maneiras, podem surgir como um simples email, oferecendo ao usuário – que pode nem ao menos estar interessado no serviço – a possibilidade de ter o Netflix grátis por seis meses com apenas um cadastro ou mediante a assinatura de um outro serviço, como é o caso do golpe Telecine + Netflix que vem sendo disseminado pela rede. Ao cair na propaganda fraudulenta, o usuário poderá ter seus dados pessoais e bancários roubados a fim de gerar credenciais para o mercado paralelo de acesso ao sistema.

Além desta possibilidade, quem estiver buscando por tutoriais e geradores de logins para ter acesso ao Netflix grátis – por um período limitado – também estará suscetível a infecções por uma diversidade de malwares, sendo os mais comuns os keyloggers, responsáveis por roubar dados financeiros, e os RATs, que têm a capacidade de dar total controle do golpista à máquina das vítimas infectadas.

De todo modo, burlar um sistema que oferece um serviço diferenciado, com qualidade e preço justo definitivamente não pode ser um bom negócio. Além dos riscos presentes e a infecção de sua máquina ser uma questão praticamente iminente, os custos para adquirir um login roubado ficam em torno de R$ 10 a R$ 20, dependendo da modalidade escolhida (mensal, compartilhada, por tempo indeterminado, etc), ao ponto que uma conta cadastrada legalmente através do site do Netflix pode ter custos mensais a partir de R$ 19,90.

Netflix vale a pena?

Opções baratas e alternativas

Atualmente, a empresa vem mantendo seu valor de R$ 17,90 a assinantes antigos do plano simples. Entretanto, a partir do mês de Junho, a mensalidade será reajustada para os R$ 19,90 que os novos clientes já pagam pelo serviço.

Em seus novos valores, os planos da Netflix podem se ajustar às mais variadas necessidades, permitindo que até quatro perfis compartilhem a mesma conta e assistam ao mesmo tempo (contribuindo para a redução de custos). Para duas telas + HD, a mensalidade fica em R$ 22,90; já o de quatro telas + HD passará a custar R$ 29,90.

Para quem deseja alternativas a esse serviço, existem ofertas similares e mais baratas, que podem suprir a sede por entretenimento. Entre elas está o Telecine Play, um serviço que conta com mais de 1.500 títulos em seu catálogo e é oferecido gratuitamente a quem possui os 6 canais Telecines em sua TV por assinatura; para os adeptos de cinema cult e underground, o Mubi é uma excelente opção, com mensalidade de US$ 5,99; mas quem prefere alugar seus filmes e pagar por eles individualmente, a Google Play tem um catálogo interessante, ainda que apresentem preços bastante elevados. Por fim, se assistir filmes em inglês não for um problema, o SnagFilms contribui com um acervo alternativo, recheado de documentários, filmes independentes e séries que seguem a mesma linha. O acesso é totalmente gratuito e não há a necessidade de cadastro.

Encontre a solução de internet banda larga com o melhor custo benefício.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...