Melhor tipo de empréstimo para diferentes casos

O melhor tipo de empréstimo depende de diferentes variáveis, principalmente das suas condições financeiras e necessidades. Saiba mais.

O melhor tipo de empréstimo vai depender de diferentes variáveis, principalmente das suas condições financeiras e necessidades. Veja os tipos de empréstimos possíveis.

O empréstimo financeiro pode ser realizado por meio de uma agência bancária ou empresa de crédito privada. Mas, há diferentes linhas de créditos, e, antes de decidir fechar negócio, o ideal é se informar sobre o melhor tipo de empréstimo para você. Vamos tentar te ajudar nisso!

Melhor tipo de empréstimo

Confira quais são os 7 tipos de empréstimos mais comuns no mercado financeiro e qual melhor se adapta a diferentes necessidades.

1- Empréstimo Pessoal

Esta é a opção mais comum para quem deseja obter um crédito financeiro de forma rápida, sem ter que determinar qual será a finalidade do dinheiro. Neste caso, é preciso aguardar a aprovação da instituição financeira escolhida. Este é o melhor tipo de empréstimo para quem deseja quitar várias dívidas ao mesmo tempo para gerir apenas uma.

Empréstimo pessoal: quando e como pedir um

2- Empréstimo Consignado

Voltado para os servidores públicos, aposentados e pensionistas do INSS, o empréstimo consignado é o melhor tipo de empréstimo para quitar uma dívida, assim como no caso do empréstimo pessoal. A diferença é que o valor da parcela a ser quitada, mensalmente é descontada na folha de pagamento ou do benefício em questão e é menos burocrático para conseguir aprovação. Além disso, a taxa de juros é menor, em média é de 3% ao mês.

Saiba mais sobre como funciona um empréstimo consignado

3- Cheque Especial

Este é o melhor tipo de empréstimo em caso e emergência. Sem a necessidade de aguardar a aprovação da instituição financeira, pessoas que possuem conta corrente em instituições bancárias podem fazer uso desse crédito pré-aprovado. Mas atenção: só vale a pena se o pagamento da dívida for efetuado o quanto antes, uma vez que as taxas de juros, em média, rondam os 12% ao mês.

Entenda como funcionam os juros de cheque especial

4- Cartão de Crédito (Crédito Rotativo)

Dentre as opções de crédito imediato, esta definitivamente é a que menos compensa, com juros entre 14% ao mês, acrescidas das taxas da instituição bancária. Ou seja, este é o tipo de empréstimo que vale a pena em casos de extrema emergência, como por exemplo, na compra de um medicamento.

Saiba mais sobre o crédito rotativo do cartão de crédito

5- Crediário

Normalmente, as pessoas optam por realizar esse tipo de empréstimo quando precisam adquirir algum bem, como por exemplo, uma geladeira, máquina de lavar roupa, televisão, etc. As próprias lojas fazem esse tipo de empréstimo, com os chamados crediários próprios, com juros médio de 4% ao mês. É preciso pesquisar qual a melhor empresa para fazer esse tipo de negócio. Só vale a pena, em caso de concessão de crédito negada por instituições financeiras, uma vez que possuem menores taxas de juros.

6- Financiamento

Existem instituições financeiras que possuem linhas específicas para esse tipo de crédito. O financiamento é o melhor tipo de empréstimo para comprar bens com alto valor, com é o caso de carros e imóveis. No caso de imóveis, há possibilidade de financiamento de mais de 20 anos. Porém, é sempre preciso calcular o valor real do bem, o valor final e quais as taxas de juros e condições de pagamento. A média cobrada de juros varia entre 9% e 15% ao mês.

7- Empréstimo Estudantil

Existem programas específicos que realizam esse tipo de financiamento que, na maioria dos casos, sai mais barato para o estudante do que solicitar um crédito pessoal. Até mesmo pelo fato de ser difícil comprovar renda e ter aprovação do crédito. O FIES (programa do governo) garante o empréstimo a juros de 3,4% ao ano. A dica da vez para quem procura por esse tipo de crédito, em instituições privadas é saber se a universidade possui alguma parceria neste sentido, pois assim as taxas serão menores. Caso contrário, a média de juros é de 7% ao ano.

Veja mais sobre o Financiamento Estudantil – FIES

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...