Tirar fotos com seu celular vai acabar com a sua viagem

Esqueça o "pau de selfie amador". Veja o relato deste brasileiro e descubra os truques de tirar fotos em viagens. Uma boa câmera, cenários de tirar o folêgo e um pouco de sorte.

Veja como ganhar uma câmera de viagem!

 

Uma viagem incrível precisa ser compartilhada. As experiências, os cenários, as comidas, as festas…Tudo isso precisa fazer parte da sua bagagem de volta. Afinal, a memória não é um arquivo eterno. Mas será que vale a pena investir em uma boa máquina fotográfica para registrar sua trip? Ou será que comprar o tal "pau de selfie" e colocar seu celular com um boa câmera já é suficiente? Essa é a dúvida que muitas vezes ronda a cabeça das pessoas antes de fazer uma viagem. E talvez a história do brasileiro Pedro Monteiro da Costa, entrevistado pela equipe do Hintigo, possa te ajudar nessa escolha.
 

Na bagagem, na memória

Pedro, formado em marketing, tem 32 anos e é o típico backpacker, ou mochileiro como dizemos no Brasil. Já viajou por mais de 22 países, entre Europa, América do Sul e América do Norte. Sempre com a mochila nas costas, pouco dinheiro no bolso, mas muita disposição.

 

Em quase todas as viagens que fez, Pedro nunca se preocupou muito com a qualidade das imagens que iria registrar, muitas vezes utilizou apenas o celular para capturar os momentos, mas na última trip para os EUA, em setembro de 2015, resolveu inovar. "Vi na TV um documentário filmado com aquelas câmeras tipo GoPro, e achei que aquilo tinha mais a ver comigo do que as câmeras tradicionais. Depois daquilo resolvi que na minha próxima viagem iria usar uma câmera daquelas", explicou.

 

Custa caro? Foi de graça!

Pedro começou a ver preços para comprar a tal câmera, mas nada se encaixava no orçamento. "Este tipo de câmera custa mais de mil reais no Brasil, é complicado para o bolso de quem viaja com pouco dinheiro", afirmou. Entretanto, ele não precisou comprar o aparelho, e essa foi uma das melhores partes da história.

 

Pedro se cadastrou em uma ação de marketing da Associação de Consumidores da América Latina, a PROTESTE, que estava na época oferecendo de graça uma câmera Life Pro, do gênero da Go Pro. Após o cadastro, ele recebeu depois de algumas semanas o produto em casa. "Fui ligeiro, aproveitei a a ação de marketing. Recebi um e-mail do meu amigo com isso e não acreditei. Fiz o cadastro e recebi a câmera três dias antes da viagem. Dei sorte", explica.

 

O Hintigo verificou a promoção da Proteste, que ainda está ativa neste link.

Roteiro e experiência

Apesar de ser um cara experiente em viagens, Pedro ainda não tinha experiência em tirar fotografias muito elaboradas. Mas a ideia nesta trip para os EUA era fazer diferente e caprichar nas fotos. A viagem de Pedro iria ser pela costa oeste norte-americana, passando por San Francisco, Los Angeles, Las Vegas e Grand Canyon. Ele consultou um blog com dicas de como utilizar a câmera e partiu para aventura. "Precisei de algumas dicas, mas no geral é muito fácil utilizar este tipo de câmera, porque pode ser acoplada em qualquer lugar do corpo ou até mesmo no tal pau de selfie", brincou.
 

Dicas para utilizar a câmera

Durante a entrevista, o Hintigo separou algumas dicas amadoras de Pedro que podem ser uteis para quem vai utilizar esse tipo de material para registrar a viagem. Afinal, as características destas câmeras são um pouco diferentes das tradicionais, e é preciso conhecer para potencializar as imagens. Veja abaixo alguns pontos:

 

Proximidade na foto

Por ter uma lente com ângulo muito amplo, este tipo de câmera funciona melhor quando usada bem próxima do objeto a ser fotografado. Menos de um metro de distância é suficiente para uma foto de grupo de cinco pessoas, por exemplo.
 

Lente olho de peixe

É preciso se adaptar a esta diferença da lente "olho de peixe". Sempre que for fazer uma imagem, aproxime-se bastante da cena.

Bastão, ou "pau de selfie"

O bastão retrátil é um acessório muito versátil. Utilize em imagens de ação, selfies e fotos de grupos em que todos podem aparecer ao mesmo tempo, sem ninguém atrás da câmera.

 

Resolução

É recomendável usar sempre a capacidade máxima de resolução da câmera. Além de produzir imagens mais bonitas, você pode fazer uma edição mais caprichada e corrigir algum erro.

 

Leve uma bateria extra

Para suportar seu alto desempenho tendo um tamanho tão pequeno, este tipo de câmera acaba sacrificando a vida da bateria. Tenha sempre a mão um carregador ou uma bateria reserva.

 

Criatividade sem limites

Use a criatividade para conseguir ângulos inusitados, estas câmeras são tão pequenas que podem ser acopladas numa árvore, na coleira do cachorro, no skate, na moto, no remo.
 

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...