Como aproveitar o lado positivo da crise e melhorar a vida financeira

Existe um lado positivo da crise e você pode encontrá-lo com hábitos e atitudes cotidianas. Conheça 5 possibilidades para sua saúde financeira.

Em um país com mais de 12 milhões de desempregados, fica difícil imaginar e acreditar que existe um lado positivo da crise. A grande vantagem de um momento claramente desconfortável como esse é que tenda a causar uma ação. Se você deseja voltar para o conforto que havia conquistado antes da instabilidade, vai precisar mexer os pauzinhos e se reinventar.

O lado positivo da crise: dá pra poupar e lucrar

Algumas diferenças já podem ser notadas no bolso a partir de pequenos hábitos ou atitudes que tomamos no dia a dia. Um lado positivo da crise pode surgir através de algumas vantagens em poupança e rendimento a seguir.

1. Pagar dívidas com desconto

Em tempos de crise, é perfeitamente normal o aumento no número de consumidores endividados. E, como consequência, cresce também a quantidade de empresas interessadas em receber esse montante devido, mesmo que para isso tenham de oferecer grandes descontos.

Portanto, se você tem dívidas com determinada instituição financeira, prestadora de serviços ou mesmo com a Receita Federal, pode aproveitar o período de crise para negociar descontos e facilidades de parcelamento do débito. Fique de olho também nos chamados “feirões”, promovidos geralmente para oferecer descontos e parcelamentos a perder de vista.

5 foras eficazes de renegociar dívidas

2. Alugar imóveis mais baratos

Com a crise, diminui o número de pessoas interessadas em comprar um imóvel novo ou investir em aluguel. Num cenário onde não há inquilinos ou compradores, vale tudo para não ficar com o imóvel vazio.

No caso dos alugueis, há proprietários que já abrem mão de fiador e dão até três meses de carência ao locatário, o qual deverá arcar somente com os encargos. Se você está em busca de um novo lugar para morar, o momento é favorável, pois há muita chance de barganha nas mãos do inquilino.

3. Negociar serviços

Negociação é a palavra-chave de quem quer conservar a vida financeira. E, para isso, é preciso saber até onde é possível estender a barganha a fim de conseguir descontos ou serviços adicionais pelo mesmo preço.

Uma opção está na mensalidade escolar, principalmente para quem tem dois ou mais filhos que estudam na mesma escola. Não havendo possibilidade de flexibilizar a mensalidade, negocie a isenção de taxas como a matrícula, por exemplo.

Planos de academia, pacotes de TV a cabo e internet e taxas do cartão de crédito são outros serviços que você pode negociar e conseguir descontos ou isenções com bastante facilidade.

4. Investir

Por regra, todo mundo sabe que precisa guardar pelo menos 10% do salário, certo? Mas, se mesmo em tempos de vacas gordas essa poupança nem sempre acontece, imagina quando o orçamento fica apertado até mesmo para fechar as contas no fim do mês.

No entanto, sempre que sobrar algo, você pode direcionar essa quantia a um fundo de investimento, que vão desde a poupança tradicional a alternativas como o Tesouro Direto (com vencimentos a curto e longo prazos), fundos bancários de renda fixa, letras de crédito imobiliário (LCI) e letras de crédito do agronegócio (LCA).

Os melhores investimentos a curto prazo que você pode fazer em 2017

5. Empreender

Como assim? Ninguém tem dinheiro nem ao menos para pagar as dívidas e estamos falando em empreender? Pois bem, muita gente pode aproveitar o lado bom da crise e usar da criatividade para contornar o bolso raso dos brasileiros.

Algumas ideias estão em apostar no mercado da beleza, porém com produtos voltados ao consumidor final. Ou seja, ao passo que as pessoas deixam de frequentar salões, passam a tratar da vaidade dentro de casa.

O setor de alimentação também continua faturando, entretanto, agora em uma versão mais módica, oferecendo praticidade em pratos modestos e caseiros. Outro segmento para ficar de olhos bem abertos é o de reparos; uma vez que as pessoas param de comprar coisas novas, dá-se a preferência para consertar o que já têm.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...