Julio Benck
Julio Benck
12 jul, 2017 - 10:23
Honda Biz

Vale a pena comprar uma Honda Biz?

Julio Benck

Porque a Honda Biz ainda é uma boa escolha para motociclistas que visam economia e praticidade para rodar na cidade ou no campo

O artigo continua após o anúncio

A campanha publicitária de lançamento da Honda Biz dizia que ela só não combinava com posto de gasolina. Passados quase vinte anos do primeiro modelo lançado no Brasil, já que a motoneta chegou por aqui em 1998, a Honda Biz continua tendo boa aceitação e excelente performance comercial.

No começo, ela veio para substituir a Honda Dream, lançada em 1996 e que não chegou a ter o sucesso do qual a Biz viria a desfrutar. Ficou com a Dream, pelo menos, o fato de ter preenchido um vazio no mercado que havia sido deixado com o fim da comercialização da Vespa no início da década de 1990.

Em junho, a Biz 110i, com 9.579 emplacamentos, foi a segunda moto mais vendida, perdendo apenas para a virtualmente imbatível Honda CG Titan 160.

Tendo em vista a popularidade da simpática motoneta, resolvemos fazer um tira teima e responder a uma dúvida que persiste, afinal, vale a pena comprar uma Honda Biz ou não?

As motos que menos sofrem desvalorização na revenda

Honda Biz 100 usada

Quem pretende economizar ainda mais pode recorrer ao modelo da Honda Biz fora de linha desde 2015. As 100 cilindradas acompanharam a Biz desde o seu lançamento até 2015, quando saiu de linha para dar lugar ao modelo atual, com 110 e 125 cilindradas.

Pela tabela FIPE, uma Honda Biz 100 modelo 2015, a mais nova com tal motor, sai a R$ 4.744,00. Nela, você encontra tudo que se espera numa motoneta, ou seja, a economia no valor de mercado, baixíssimo consumo de combustível e o tradicional câmbio semiautomático de 4 marchas que dispensa manopla de embreagem.

Honda Biz 125

Uma das diferenças entre a antiga Biz 100 cilindradas para os modelos atuais é que elas são bicombustíveis, funcionando a etanol ou gasolina. Outra é a capacidade do motor, pois hoje a Honda Biz é vendida com motores de 110 e 125 cilindradas.

O artigo continua após o anúncio

O mais potente veio, de certa forma, para suprir um segmento de mercado deixado de lado pela CG, que agora foca em cilindradas um pouco mais altas.

A Biz 125cc, hoje, custa R$ 9.120,00, e é equipada com os mesmos itens da sua versão 110 cilindradas, porta objetos embaixo do banco, câmbio semiautomático e potência de 9,2 cv.

Seu tanque de 5,1 litros e a Honda oferece troca de óleo gratuita (sem pagar o óleo) entre a terceira e sétimas revisões programadas.

As 7 motos mais rápidas do mundo

Honda Biz nova ou usada

Em termos de custo benefício, assim como qualquer veículo, os modelos usado e novo se diferenciam apenas pelo fato de serem ou não rodados. Outro ponto que as diferencia é o consumo, ligeiramente menor nos modelos de 100 cilindradas, mas que varia conforme o ano de fabricação. Obviamente, uma moto com mais de 10 anos que não esteja com a manutenção em dia apresentará consumo bem maior do que uma nova, mesmo que seja 125cc.

O fundamental antes de decidir pela compra é saber se uma motoneta do porte da Biz atenderá suas necessidades. Por ser barata, leve, econômica e com espaço generoso embaixo do banco para guardar objetos, a Biz tem sido muito procurada por mulheres.

De qualquer forma, trata-se de uma moto versátil, que pode servir para trafegar tanto na cidade como em áreas rurais com a mesma desenvoltura, desde que o terreno não seja muito acidentado.

A altura do banco, a apenas 73,5 cm do solo, também é uma boa pedida para as pessoas de baixa estatura e que procuram uma moto fácil de montar.

O artigo continua após o anúncio

Consumo de combustível da Honda Biz

Voltando ao início do artigo, desde 1998 a Honda Biz continua não combinando com posto de gasolina. Isso se deve ao seu consumo bastante reduzido de combustível. A etanol, ela roda aproximadamente 42 km/l em média, e a gasolina o consumo bate os 50 km/l.

Com um consumo tão baixo, é possível percorrer cerca de 200 km numa boa, sem precisar parar para abastecer. Para se ter uma ideia, dá para ir e voltar do Rio a Petrópolis com apenas um tanque, e ainda sobra para quase mais uma viagem. Também é possível ir de São Paulo para Santos com apenas uma ida ao posto de gasolina.

Portanto, se seu foco é economizar, a Honda Biz continua sendo uma boa opção, já que, desde 1998 ela se mantém divorciada dos postos de gasolina.

Compartilhar Twittar Pin Email WhatsApp