10 hits do carnaval que todo mundo quer esquecer (ou não)

Faltando pouco menos de um mês para o carnaval, confira quais foram os hits do carnaval que já perderam seu charme, mas embalaram os dias de folia do passado.

Falta menos de um mês para o início do carnaval e os especialistas já começam a prever os hits de 2017. A disputa começou com “Deu onda”, música do MC G15 que bombou em dezembro, passou pelo funk do Gás, sucesso nas redes sociais, e segue com bandas e cantores consagrados em carnavais passados, como Psirico, Banda Eva, Ivete Sangalo, Parangolé, Léo Santana, É o Tchan e Vingadora.

Na hora de correr atrás do trio elétrico tudo é festa, mas muitas dessas músicas viram chiclete e acabam se tornando passado em menos de um ano. Relembre alguns hits do Carnaval que já foram sucesso, mas hoje nem tanto.

Já deu! Os hits de carnaval que queremos esquecer

O sucesso é passageiro, e as vezes aquela canção que embalou nossa carnaval vira cinzas antes mesmo do fim dele. Afinal, ouvir durante cinco dias os mesmos hits de carnaval é bem cansativo, não é? Mas sabemos que na época foi bom, você aprendeu os passinhos e dançava com todo mundo cada vez que tocava na rádio, no trio elétrico ou na balada.

Mate a saudade (ou não) desses dez hits de carnaval memoráveis.

1. Lepo Lepo – Psirico

Em um passado nem tão distante, lá em 2014, nos sentimos compreendidos com a canção que dizia “eu não tenho carro, não tenho teto, e se ficar comigo é porque gosta”.

A música é boa? Há controvérsias. O solo de saxofone no início é bem estranho e a coreografia (como toda coreografia de carnaval) é de gosto duvidoso. Mas na época foi bom demais mexer as mãozinhas cantando “rá rá rá rá rá rá rá o lepo lepo”.

 

2. Festa – Ivete Sangalo

Uma das musas do axé, Ivete Sangalo já lançou diversos hits do carnaval, mas provavelmente nenhum tão icônico quanto “Festa”. A faixa de 2002 fez tanto sucesso que até hoje é obrigatória não só durante o carnaval, mas também em festas, baladas e formaturas.

Essa música pode até ser batida, mas ela está eternizada em nossos corações e está autorizada a tocar em todos os carnavais.

 

3. Liga da Justiça – LevaNóiz

Como o nome já diz, a música foi inspirada nos personagens da Liga da Justiça e nos trouxe uma das letras mais grudentas e repetitivas de todos os tempos – além da coreografia homenageando a Mulher Maravilha, o Superman, o Pinguim e quem mais fosse citado.

O hit dividiu opiniões, mas todo mundo ouviu e dançou pelo menos uma vez. Desde 2011 não aparece mais nas paradas durante o carnaval e ficamos gratos por isso.

 

4. Mila – Netinho

Sabemos que você viu o título e já começou a cantar “oh Miiiiiiiila, mil e uma noites de amor com você”. Essa música é um clássico do axé e, assim como Festa, é obrigatória no repertório das bandas de baile.

Em 1998 muitos casais foram embalados por esse som nem tão dançante, mas muito “romântico”. Obrigado, Netinho, por produzir um dos maiores hits do carnaval do Brasil, que já perdeu um pouco do seu charme, mas é eterno nas nossas playlists.

 

5 destinos para fugir do carnaval em 2017

5. Ai se eu te pego – Michel Teló

Em 2012 o carnaval entrou em colapso ao constatar que o maior sucesso naquele ano seria um sertanejo. “Ai se eu te pego” fez tanto sucesso que foi regravada em vários idiomas para chegar ao mundo inteiro.

Brincadeiras a parte, Michel Teló botou todo mundo para dançar com uma música cujo refrão diz “delícia, delícia, assim você me mata”. Sucesso para ele, mas estamos aliviados que essa onda acabou.

 

6. Amor de chocolate – Naldo

O alívio durou pouco, já que em 2013 Naldo nos presenteou com a famosa “vodka ou água de coco, pra mim tanto faz”. A melhor parte da música é o refrão, que por um bom tempo ninguém entendia direito o que dizia – autoestima? Alto, em cima? Vai pra cima?

Ao contrário da canção de Michel Teló, essa tinha uma coreografia mais trabalhada e animou os foliões, mas a letra dava a impressão de que o amor de chocolate era uma nojeira mesmo. Ainda é possível ouvir o hit lá pelo fim da festa.

 

7. Arere – Banda Eva

“Arereeeee, no love, love, love com vocêee, ê ê”. Em 1997 Ivete Sangalo comandava a Banda Eva e foi responsável por entoar esse hit que é um ícone dos carnavais. Sabe aquela música que toca quando a galera já está muito animada e o DJ decide dar um gás a mais? É essa. E mesmo enjoados, seguimos dançando e cantando.

 

8. Dança do vampiro – Asa de Águia

Primeiro, você sabe que música é essa? É aquela do “levante a mão, entre no clima, batendo palma, na levada do axé”.

Lembrou? Pois é, o Asa de Águia criou muitos hits do carnaval, mas esse vem direto de 1999. Um dos maiores clássicos do axé já tem 18 anos, dá para acreditar? Vamos continuar dançando porque é uma ótima coreografia – mas quem é o vampiro?

 

9. Rebolation – Parangolé

A primeira vista, o Rebolation não fazia o menor sentido. A segunda vista também não, mas na terceira já estávamos dando uns passinhos para o lado, tentando imitar o gingado do Léo Santana em 2012.

Bônus pela mudança brusca de ritmo no meio da música, que era axé mas do nada parecia embalar uma roda punk. Não importa onde você estava, ao ouvir “bota a mão na cabeça que vai começar!” todo mundo parava.

 

10. Sou praieiro – Jammil e uma noites

Dificilmente uma música vai descrever melhor como o brasileiro se sente durante os cinco dias de carnaval. “Eu sou do mundo inteiro, eu sou do carnaval”, chega a dar até orgulho, não é?

O pulo do gato está justamente no trecho que diz “sou solteiro”, usado por muita gente nas micaretas e trios elétricos para sinalizar que estava disponível. Eis aqui um dos hits do carnaval que mais embalou beijos dos foliões.

 

Veja também: 

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...