Hábitos e costumes estrangeiros que nós achamos bizarros

Não tomar banho todos os dias, cuspir no chão em qualquer lugar e a qualquer hora, e chupar a sopa lhe parecem hábitos nojentos? Conheça alguns comportamentos de culturas estrangeiras bem diferentes dos nossos.

 

É muito fácil identificar um gringo em nosso país, assim como também somos facilmente apontados como estrangeiro quando estamos no país dos outros. Os hábitos e costumes diferentes são identificados sem nem precisar abrir a boca e mostrar que a língua, em sua maioria, é outra.

 

Diferenças culturais

A própria fisionomia, o jeito de vestir, de comunicar, as comidas e outros trejeitos já acusam quando uma pessoa pertence ou não àquele local. Natural, afinal, cada um tem seus hábitos e costumes de acordo com a sua cultura.

 

Mas alguns desses hábitos e costumes culturais podem causar estranhamento para quem não faz parte da mesma cultura. Não se encaixar nas regras de etiqueta locais ou não saber se “comportar” como o anfitrião, dentre outros fatores, faz com que haja um choque de culturas. Mas é preciso saber relativizar, o que é bizarro para uns é absolutamente normal e faz todo o sentido para outros.

 

Hábitos e costumes que incomodam os brasileiros

Cada país tem seus hábitos e costumes, por isso, é bom entender um pouco mais sobre a cultura alheia antes de sair apontando o dedo. Para isso, separamos 5 atitudes normais em alguns países e que nós, geralmente, estranhamos.

 

1- Japão, uma "sopinha"

habitos

Os japoneses têm o hábito de comer o macarrão típico de lá, o lâmen, como se estivessem “chupando” a massa. Para quem é de fora, esse momento da refeição parece, no mínimo, grosseiro. Mas para os japoneses faz todo o sentido, já que comer o lâmen desta forma evita queimaduras no céu da boca e na língua, pois esfriam previamente o macarrão. Há outras coisas, para nós, mais difíceis de entender nos hábitos gastronômicos orientais, como comer insetos. Mas manter a mente aberta é fundamental.

 
 

2- Alemanha. Sapatos em casa não!

habitos

No Brasil entramos em casa de sapato e tudo. Muitas vezes nem importa se eles estão molhados ou muito sujos. O fato é que este tipo de comportamento jamais deve ser feito na Alemanha, e em outros países da Europa. Como as casas em muitos países europeus, geralmente, são limpas pelos donos, sendo de casa ou não, você precisa tirar sempre os seus sapatos antes de entrar no imóvel. É comum ter na entrada da casa chinelos especialmente para as visitas, para assegurar que o sapato não suje a casa.

Economize até 60% de hospedagem nas suas próximas viagem. 

Mas isso não quer dizer que os alemães e europeus em geral sejam mais cuidadosos com a limpeza da casa do que nós brasileiros. Quem já passou uma temporada com anfitriões europeus deve ter percebido que é comum limpar a casa apenas uma vez por semana, e isso quer dizer apenas aspirar. Lavar o banheiro é coisa para se fazer uma vez por mês, e lavar o chão, como nós fazemos no Brasil, é algo impensável.

 

3- Portugal e as cuspidelas

habitos

Uma mania portuguesa que causa um certo nojo em qualquer brasileiro que passa na rua, é o ato de cuspir no chão. Seja homem ou mulher e principalmente, mas as pessoas mais velhas, têm o hábito de cuspir no chão toda hora que der vontade e em qualquer lugar. Meio nojento, não?

 

4- França e o banho

habitos

Dizem que os perfumes franceses foram criados para "melhorar" o cheirinho deles. Mas o fato é que alguns hábitos e costumes franceses parecem bem estranhos para nós, brasileiros. Muitos não têm o costume de usar desodorante, escovam os dentes uma vez por dia, no inverno podem passar até alguns dias sem tomar banho e, no verão, banho é só uma vez por dia mesmo.

Ver os franceses passeando pelas ruas ou andando no metrô com as suas baguetes debaixo do braço sem embalagem, também é algo super comum. Mas para nós, dá um nojinho, ainda mais sabendo que muitos não costumam usar desodorante! 

 

Nós também incomodamos muita gente

Nós também temos algumas manias que podem incomodar lá fora. Por exemplo, temos mania de falar quando iremos ao banheiro. Sim, isso não é educado em muitos países. Na realidade, as pessoas não querem saber se alguém vai ou não. Além disso, costumamos jogar o nosso papel higiênico no cesto de lixo, pois não? Países europeus, por exemplo, ficam assustados com tal atitude. Para eles é questão de higiene jogar dentro do vaso sanitário. Se você for para algum país na Europa, esqueça do lixinho do banheiro.

Além disso, falar alto, atravessar fora da faixa de pedestre, furar fila, tomar muitos banhos… muitos hábitos 

 

 

 

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...