Guia IRPF 2018: tudo que você precisa saber

Saiba quem deverá declarar, qual a tabela e também o prazo para o IRPF 2018. Tire todas as suas dúvidas e não fique em débito com o leão.

A Receita Federal é a responsável por decidir e informar as principais informações sobre o Imposto de Renda da Pessoa Física. Rendimentos, ganhos de capital, juros e outras rendas ou proventos estão sujeitos à tributação. Tire suas dúvidas sobre o IRPF 2018 e saiba qual o prazo de entrega da declaração.

Dedução por dependente: veja valores e como declarar

Quem deve declarar IRPF 2018?

Segundo a Receita Federal, devem declarar o IRPF 2018:

  • Pessoas físicas residentes no Brasil que receberam valor acima de R$ 28.559,70 em 2017;
  • Pessoas físicas residentes no Brasil que receberam valor acima de R$ 40 mil em 2017 em rendimentos não-tributáveis, isentos ou tributados exclusivamente na fonte, como aluguéis e venda de produtos;
  • Pessoas físicas que realizaram ações na Bolsa de Valores ou que tenham comprado capitais estrangeiros em 2017;
  • Pessoas físicas com posse ou propriedade de bens ou direitos (inclusive terra nua) de valor superior a R$ 300 mil.
  • Pessoas físicas que obtiveram ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto;
  • Pessoas físicas que optaram pela isenção do imposto sobre a renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais;
  • Pessoas físicas que obtiveram receita bruta superior a R$ 142.798,50 exercendo atividade rural em 2017;
  • Estrangeiros que se mudaram para o Brasil no último ano.

Tabela IRPF 2018

A tabela do Imposto de Renda informa quais são as alíquotas incidentes sobre cada contribuinte de acordo com a sua faixa de renda. Os valores são atualizados anualmente, portanto é importante ficar atento aos reajustes para não errar na hora de declarar o IRPF 2018.

Com base na tabela, para quem recebe mensalmente:

  • Até R$ 1.999,18 está isento
  • Entre R$ 1.999,18 e R$ 2.967,98 a alíquota será de 7,5% sobre seu rendimento, uma parcela de R$ 149,94 a deduzir;
  • Entre R$ 2.967,98 e R$ 3.938,60 a alíquota será de 15% sobre seu rendimento, uma parcela de R$ 372,54 a deduzir;
  • Entre R$ 3.938,60 e R$ 4.897,91 a alíquota será de 22,5% sobre seu rendimento, uma parcela de R$ 667,94 a deduzir;
  • Mais de R$ 4.897,91 a alíquota será de 27,5% sobre seu rendimento, uma parcela de R$ 912,83 a deduzir.

Isenção do IRPF 2018

Quem tem rendimento mensal até R$ 1.999,18 fica isento de declarar o IRPF 2018, assim como quem possui mais de R$ 300 mil em direitos ou bens e parte seja em conjunto com companheiro em união estável em regime parcial de bens.

Dependentes também não precisam declarar imposto de renda. Portadores de doenças graves podem fazer a declaração de maneira isenta, desde que recebem seus rendimentos por pensão, aposentadoria ou reforma.

Prazo para entrega do IRPF 2018

O prazo para declarar o IRPF 2018 ainda não foi anunciado pela Receita Federal, mas costuma ser feito no início do ano, entre os meses de março e abril. Quem enviar a declaração no início do prazo pode receber as restituições do IRPF 2018 mais cedo – desde que tenha direito à restituição e de que não hajam erros, omissões ou inconsistências.

Os valores começam a ser pagos logo em seguida, normalmente a partir de junho e seguem até dezembro, geralmente em sete lotes. Idosos, portadores de doenças graves e deficientes físicos ou mentais têm prioridade na restituição.

Como pagar menos imposto de renda

Como declarar IRPF 2018

Para declarar o IRPF 2018 é necessário baixar no site da Receita Federar o programa O programa para declaração. Ele ainda não foi disponibilizado para download no site da Receita Federal. A previsão é que seja lançado no site no final de fevereiro, mas no início de janeiro o contribuinte provavelmente poderá baixar os programas auxiliares Carnê-Leão e Ganho de Capital. Se você já possui o programa gerador do ano passado instalado não precisa fazer um novo download, pois será possível atualizá-lo automaticamente. Para isso, basta clicar em “Menu”, “Ferramentas” e “Verificar atualizações”.

O programa pode ser baixado em qualquer computador e software – Windows, Mac, Linux, iOS e Android. É importante saber também que o programa necessita da máquina virtual Java para funcionar. Depois de baixar o programa, preencha o formulário passo a passo para não correr o risco de cair na malha fina. Como no ano passado o Programa do Imposto de Renda observa os limites legais das deduções e apura automaticamente o imposto a ser pago ou restituído.

Na Web

você pode gostar também