Principais bancos para fazer financiamento estudantil

Veja quais são as opções de financiamento estudantil mais conhecidas e faça uma comparação entre elas. As taxas e condições podem ser muito diferentes em cada uma.

Quem quer entrar para o ensino superior mas não possui recursos financeiros suficientes, pode recorrer à várias opções de financiamento estudantil. Assim como qualquer financiamento, trata-se de um empréstimo contratado pelo estudante com a finalidade de pagar pelos estudos e com a obrigação de quitar a dívida dentro de um prazo estipulado.

Atualmente além do FIES – que é uma iniciativa do Governo Federal – os bancos e outras entidades de crédito também já oferecem financiamento estudantil. A principal diferença do FIES para o restante, é que alguns financiamentos privados oferecem crédito apenas para pagar um semestre e o prazo para quitar é de 12 meses, normalmente. Além do mais, os financiamentos feitos por instituições privadas costumam sair mais caros que o FIES.

O que leva muitos estudantes a procurar por um financiamento estudantil privado é não atender às exigências para a contratação do FIES. Uma delas é a participação obrigatória no ENEM, com classificação mínima de 450 pontos. Essa exigência não existe quando se trata de financiamentos feitos por instituições privadas.

Entenda como funciona o financimento estudantil Bradesco

Onde fazer financiamento estudantil?

Para solicitar um financiamento estudantil, os procedimentos variam conforme a instituição. Por isso, antes de escolher é importante pesquisar e comparar o que cada uma oferece.

Pravaler

Este é um financiamento estudantil que pode ser acumulado com outros benefícios, como ProUni, FIES, bolsas parciais e descontos das faculdades. O PraValer pode ser usado para licenciatura, bacharelado, tecnólogo e tanto para cursos presenciais como a distância. O prazo para pagamento é de 12 meses para cada semestre financiado e os juros são de 16,2% ao ano.

Crédito Educativo Fundaplub

A instituição foi criada por várias universidades em conjunto, com o objetivo de oferecer crédito estudantil à alunos que tenham interesse em estudar em uma das entidades parceiras. A Fundaplub financia no máximo 50% do valor total do curso, com taxa administrativa de 0,35% por mês. No entanto, os alunos que já tenham outro tipo de descontos não podem solicitar esse valor.

Bradesco

O financiamento estudantil do Bradesco possui uma elevada taxa de juros, em torno de 28% ao ano. Para solicitar o financiamento é necessário ser correntista do banco e ter mais de 18 anos, além de atender às exigências de análise de crédito. O Bradesco oferece um prazo de 12 meses para pagamento de cada semestre. A grande vantagem do crédito estudantil do Bradesco é que se pode incluir o valor da matrícula no valor total. Uma das desvantagens é que o valor contratado não pode ser utilizado para pagar matérias cursadas nas quais o aluno tenha sido reprovado.

Financiamento da Caixa

Além de ser um meio de contratação do FIES, a Caixa também possui outro tipo de financiamento estudantil. Nesse caso, o valor do empréstimo é entre R$ 1.000 e R$ 30.000 e o prazo de pagamento é de até 36 meses. A desvantagem do financiamento da Caixa é a alta taxa de juros, que chegam a 2,4% ao mês.

Crédito do Santander

Além de financiamento para a graduação, o Santander também oferece o Crédito Educação Continuada, com o qual é possível financiar cursos de pós-graduação e MBAs. A taxa de juros pode variar anualmente, mas normalmente está em torno de 1,5% ao ano. O aluno tem até 36 meses para pagar o financiamento, que pode chegar aos 100% do valor do curso. Para usar o financiamento do Santander é preciso ter uma conta no banco e a faculade pretendida precisa fazer parte do programa.

Itaú

O Itaú comprou o financiamento PraValer, portanto, esse é o atual programa de financiamento estudantil desse banco.

 

Veja também:

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...