Como fazer um mochilão barato na América do Sul

Quer fazer um mochilão barato pelo Brasil ou América do Sul? Confira as dicas do Hintigo e prepare-se para uma viagem inesquecível.

Já pensou em fazer um mochilão, mas não sabe por onde começar? O Hintigo te ajuda nesta missão, para que você possa desfrutar de
experiências incríveis dentro do Brasil e da América do Sul. Acredite, vale a pena e os destinos são incríveis.

 

Fazer um mochilão barato

 

Planejamento

Fazer um roteiro é essencial, principalmente para aqueles que farão a sua primeira viagem de mochilão. Isso não significa ficar preso às ideias iniciais e
sim, conhecer um pouco mais sobre os locais onde pretende visitar.

 


  • Tempo
    : mais importante do que saber quantos dias em cada cidade é ter uma folga entre eles. Já pensou ter que sair de uma cidade, sem antes ter
    conhecido aquele lugar incrível? Portanto, durante o planejamento, separe os “dias de folga” para não se arrepender.


  • Orçamento
    : depois que o tempo for determinado, pense no básico: hospedagem, transporte e alimentação. Depois inclua as atrações que pretende visitar.


Dicas:
em sites como Hostel World e

Hostel Bookers

você consegue pesquisar os melhores preços dos hostels e albergues da cidade. Tenha atenção aos comentários das pessoas que lá tiveram.

 

  • Não se esqueça da época do ano em que pretende viajar. Os meses com menor índice de chuva na América do Sul são entre Março e Outubro. Leve em
    consideração o calor ou o frio, pois isso influenciará diretamente nas roupas que você levará no mochilão.

 

Consulte sites e blogs de viagens, relatos e informações turísticas sobre a cidade. Essa pode ser a inspiração que faltava para você montar o seu roteiro,
ou então descobrir aquele lugar incrível que agora faz parte da viagem! Também é possível, através dos relatos, descobrir os preços das atrações e gastos
médios.

 

 

Reservar com antecedência sempre rende alguns descontos e evita problemas como lotação em determinados hostels, albergues ou então lugares em ônibus.Planejar a viagem também leva a um ponto importantíssimo: economizar!

 

Veja o incrível vídeo abaixo para te motivar! 

 

 

Quais os documentos necessários?

Se o seu destino for fazer um mochilão pelo Brasil, não se esqueça de levar sua Carteira de Identidade (RG), a Carteira de Motorista (CNH) e, para alguns
destinos, o Cartão de Vacina.

 

  • Acre, Amazonas, Amapá, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins é recomendado estar com a vacina de
    Febre Amarela em dia.

 

Para destinos na América do Sul, como Guiana Francesa e Suriname, é necessário solicitar o visto. Os demais países, apenas o RG. Mas atenção, ele não pode
estar danificado ou desatualizado (foto de criança). Uma dica é usar o passaporte, caso o tenha, para fazer a viagem.

 

  • CNH não substitui RG na hora de embarcar para América do Sul, seja de ônibus ou avião.
  • Para a vacina (Febre Amarela) ter validade, deve ser tomada 10 dias antes.


Fique atento:
em alguns casos, os passaportes são carimbados na entrada e saída dos países, ou então, para aqueles que apresentam o RG, entregue um pequeno papel, que
deve ser guardado e apresentado quando sair do país.

 

Qual o melhor meio de transporte para viajar?

Isso vai depender e não há uma regra geral. A priore, viajar de ônibus sai mais em conta. Porém, existem sempre promoções aéreas ou você pode utilizar
milhas. Você sabia que comprar milhas pode deixar a viagem mais barata?

 

Dinheiro ou Cartão?

Os dois! É muito importante não viajar com grandes quantias no bolso, pois imprevistos acontecem. Defina qual o local da primeira paragem e leve uma
quantia que seja suficiente para o caminho e pagamento do hostel.

 

Se for no Brasil, leve consigo um cartão para saque ou pagamentos em crédito e débito. Importante conferir se na cidade que você vai passar tem o seu
banco. Em alguns lugares, eles são mais raros!

 

Para a América do Sul, cartões internacionais ou Travel Money devem estar na carteira. Quando for sacar o dinheiro, confira as taxas, pois em alguns casos
vale mais a pena sacar em dólar e trocar em casas de câmbio local.

Pé na estrada

Escolha uma mochila confortável, que encaixe bem no corpo, feita com materiais de qualidade e de fácil organização. Se o objetivo for caminhar com ela nas
costas, lembre-se do peso! Tente não ultrapassar os 12 quilos, ou então vai se arrepender.

 

  • Uma mochila que suporta entre 10Kg e 12 Kg tem em média 45 ou 50 litros.

 

Não basta apenas uma mochila grande, ela deve ter apoio para as costas e faixas para prender no peito e na cintura. Algumas das marcas mais famosas são:
Curtlo; Deuter; Trilhas e Rumos; North Face; Quechua; Kailash e Nautika.

 

  • Um bom mochilão não é barato, portanto, invista em um com vários compartimentos e, de preferência, que tenha uma mochila de ataque (pequenas mochilas
    acopladas) e alças dry-fit.

 

Essas pequenas mochilas são ideais para passear pela cidade com pequenos lanches, garrafas de água, mapa da cidade, capas de chuva e câmeras digitais. Leve
junto ao corpo (em doleiras) os seus documentos, dinheiro e cartões.

Sites nacionais

Os preços dos mochilões podem variar de R$ 117,00 até R$ 1.325,00, veja alguns sites especializados.

 

 

*Os preços dos mochilões para viagem são referentes à pesquisa do dia 23 de março de 2015 e podem sofrer alterações.

 

Mochilão para mulheres

Você sabia que existem mochilões específicos para mulheres? Se for o seu caso, dê uma conferida nos modelos, pois eles se adequam melhor ao corpo feminino.

 

  • Homens e mulheres: Não se esqueça de adquirir uma capa para o seu mochilão. É bastante útil em dias de chuva, evita expor o que você está levando e protege os fechos
    durante uma caminhada.

 

 

O que levar na bagagem?

Comece pela estação do ano e se adeque aos tipos de roupa. Algumas peças são coringas e não podem ficar para trás:

 

  • Camisetas ou blusas de manga curta, calças (ao seu estilo), casaco ou jaqueta, tênis e chinelo (mesmo no inverno você vai precisar deles na hora do
    banho).

 

Faça uma lista e calcule “mudas” de roupa para uma semana (independente do tempo do mochilão). Não adianta, você passará uma tarde na lavanderia.



Acessórios e roupas femininas 

  • Considere não colocar aquele salto alto fantástico.

  • Leve o secador apenas se for inverno (ele ocupa muito espaço e você não terá tempo para isso).

  • Troque a necessaire por pequenos potes e leve apenas o básico para a maquiagem.

  • Dependendo do estilo do seu mochilão, leve uma roupa para a balada. Mas apenas uma.

 


Além do básico

  • Se for verão, não se esqueça das peças para se banhar no mar, em rios ou cachoeiras; óculos escuros e protector solar. Para o inverno, acrescente cachecol,
    luvas e touca.

  • Lembre-se de montar um pequeno kit higiene pessoal e farmácia;

  • Não se esqueça dos electrónicos como celular, câmeras, carregadores ou baterias/pilhas extras e adaptadores.

  • Faça cópias e autentique os seus documentos para caso de perda.

  • Leve um cadeado para usar no armário do hostel.

 

E para um mochilão de aventura?

  • Capas de chuva ou material impermeável para você e sua mochila; tênis de trilha; casacos fleece (que aquecem e não ocupam espaço); calças de trilha
    (jeans não são desconfortáveis e leggins são finas); meias com sistema dry (evita bolhas quando o pé sua); toalha pequena; lanterna, canivete e os kits
    higiene pessoal e farmácia.

 

Se pretender dormir no local, lembre-se da barraca, saco de dormir, corda (para pendurar as coisas); kit cozinha; comidas perecíveis e cloríns (para
purificar a água).

 

Veja abaixo um vídeo para te inspirar na hora de fazer as malas. 

 

 

Dicas de Roteiros

Faça uma pesquisa rápida pelo Google e descubra lugares incríveis pelo Brasil. Vale a pena sim, fazer um mochilão pelas terras tupiniquins. O site Trip Lines pode te ajudar, através de rotas já percorridas por outros viajantes.

 


Os destinos mais comuns:

  • Praias do Nordeste
  • Regiões montanhosas e de cachoeira do Sudeste (principalmente Minas Gerais)
  • Regiões vinícolas e montanhosas do Sul
  • Região Amazônica (Norte)
  • Região do Pantanal (Norte e Centro-Oeste)

 

Na América do Sul é difícil estabelecer um roteiro, tendo em conta as inúmeras atrações turísticas, para os mais variados gostos. Dentre os mais visitados
estão Argentina, Chile, Peru e Bolívia. Mas isso não quer dizer que você não possa visitar outros.

 

Confira a dica de cinco roteiros do Blog 360 Meridianos e
inspire-se.

 

Dicas importantes para economizar

1- Procure por hostels e albergues bem localizados e que tenham pelo menos geladeira e microondas, pois fazer a própria comida é econômico;

2- Faça couchsurfing e poupe na estadia
. Caso não sinta-se confortável com essa opção, participe mesmo assim da comunidade e encontre dicas de viagens. Algumas cidades fazem encontros entre
os viajantes.
3- O Hola Hostel possui um cartão tipo fidelidade em que você ganha 10% de descontos na hospedagem de
albergues associados à rede.
4- Para os estudantes vale a pena investir na Carteira Mundial de Estudante;
5- Se você não tem os privilégios do estudante recorra ao fato de ser sul-americano. Em alguns locais ou passeios o preço pode ser reduzido;
6- Alugue uma bike e conheça a cidade de forma divertida e barata;
7- Tenha cuidado e não faça passeios longos e distantes dos centros sozinho, pode ser arriscado;
8- Não confie na bateria do seu celular e anote as informações no seu Diário de Bordo;
9- Faça uma lista das atrações gratuitas e pechinche sempre, com respeito é claro.

 

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...