Heloísa von Ah
26 Feb, 2017 - 12:00
faculdade de filosofia

Faculdade de filosofia: veja o preço médio das mensalidades

Heloísa von Ah

Com versatilidade e possibilidade de altos salários, veja quanto custa uma faculdade de filosofia e quais os ganhos e áreas de atuação deste profissional.

O artigo continua após o anúncio

Com versatilidade e possibilidade de altos salários quando ingressados no ensino universitário ou cargos públicos, o profissional formado em uma faculdade de filosofia encontra na carreira oportunidades diversificadas em atividades e ganhos. Conheça os custos para ingressar no curso e quais são os ganhos.

Preço médio da faculdade de filosofia

Como plano de carreira ou segunda formação complementar, a faculdade de filosofia é versátil desde os campos de atuação até o método de conclusão aplicado pelas instituições que oferecem o curso, os quais também tem entrada facilitada devido à baixa relação candidato vaga. Veja alguns exemplos:

Faculdade Jesuíta (FAJE): a conclusão do curso nesta faculdade de filosofia pode levar de 3 a 5 anos, dependendo do cumprimento dos períodos extraordinários propostos pela instituição. A mensalidade tem custo aproximado de R$ 1.045,20 mas também varia de acordo com a quantidade de créditos escolhida;

Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS): custando aproximadamente R$ 1.507,41 ao mês, o curso de filosofia tem duração de 4 anos;

Universidade de Passo Fundo (UPF): o curso tem duração de 4 anos para licenciatura e 3 para bacharelado. Ambos sob o valor de R$ 711,04;

Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS): os valores das mensalidades são de R$ 1.136,13 para bacharelado e R$ 938,20 em licenciatura, ambos com direito a 20 créditos e duração de 3 anos e meio cada;

Universidade Católica do Salvador (UCSal): com duração de 3 anos tanto para licenciatura quanto bacharelado, a mensalidade do curso é de R$ 460 com a inclusão de 6 disciplinas (sendo o máximo, 9).

Salário médio e mercado de trabalho

Com o mercado em expansão, o profissional formado em uma faculdade de filosofia pode atuar com uma boa flexibilidade em diversas áreas, além da carreira já conhecida do magistério.

O artigo continua após o anúncio

Tanto como licenciado, há espaço para os filósofos como críticos artísticos, escritores e analistas da sociedade em questões éticas e políticas. Os ramos de pesquisa e estudos acadêmicos também estão em alta, assim como o ingresso nos setores de comunicação.

Quanto a remuneração, se o filósofo optar pela carreira do magistério, seu salário médio na educação básica será entre R$ 1.500 e R$ 3.500; os valores também são aproximados quando este decide traçar o caminho de analista ou crítico. Com o incremento do currículo a partir de uma pós-graduação, é possível conseguir salários de até R$ 8 mil, em especial quando ingressados em cargos públicos.

O que faz um filósofo

A atuação de um filósofo depende de seu grau de formação e também qual vertente da carreira deseja seguir. Além das aulas para os ensinos médio e fundamental que o licenciado fica habilitado a lecionar, um bacharel em filosofia tem autonomia para atuar em comitês de ética em empresas e hospitais, conselhos editoriais, rádio, TV educativa, ONGs e, assim como o licenciado, também pode dar continuidade aos estudos em níveis de mestrado e doutorado, aprimorando sua carreira acadêmica e possibilitando o ingresso no ensino universitário.

Articulado e com habilidades escritas, o filósofo também pode assumir a profissão de escritor ou leva-la paralelamente a projetos como crítico ou analista.

 

Veja também:

Compartilhar Twittar Pin Email WhatsApp