Expansão do uso do cartão de crédito aumenta número de fraudes

Com o aumento dos utilizadores de cartões eletrônicos, aumentou também o número de golpes. Veja 10 dicas importantes para não cair no golpe do cartão clonado.

O crescimento econômico do país, a ascensão de mais de 40 milhões de brasileiros da classe D para a classe C, e a consequente expansão da classe média, associada a uma maior facilidade de crédito, têm aumentado o número de portadores de cartão de crédito e débito no Brasil.

 

O uso de cartões de crédito e débito já se tornou tão popular, que é possível pagar as compras da feira de domingo com cartão. Até o final de 2013, havia espalhados nos comércios de todo o país, mais de 4,2 milhões de máquinas para pagamento eletrônico, isto sem contar com os caixas eletrônicos dos bancos, que permitem a realização de operações financeiras, como saques, transferências e pagamentos, por meio do cartão eletrônico.

 

Os avanços tecnológicos têm permitido que até as compras delivery, como de farmácia ou pizza, e mesmo as viagens de taxi, sejam pagas com cartão. A tecnologia facilitou bastante a disseminação do uso do cartão, mas infelizmente ainda não conseguiu encontrar uma solução definitiva para as fraudes.

 

Se por um lado, os brasileiros têm usado mais o dinheiro de plástico, por ser mais prático e também como uma medida de segurança para não precisar andar com dinheiro em cash na carteira, por outro lado tornam-se mais expostos a golpes de clonagem e outros tipos de fraudes.

 

Ainda que soluções tecnológicas de segurança sejam desenvolvidas e constantemente atualizadas, as quadrilhas de fraudadores acompanham as soluções de segurança, e com criatividade e ousadia conseguem burlá-las. A cada dia, nasce um novo e mais sofisticado golpe. E a desinformação por parte dos utilizadores de cartão de crédito sobre os esquemas de fraudes, torna-os mais vulneráveis a cair em golpes.


NÚMERO DE CARTÕES DE CRÉDITO E DÉBITO NO BRASIL

De acordo com os dados do Banco Central, a preferência pelo uso do dinheiro nas operações financeiras tem caído drasticamente. De 2006 para cá, o número de cartões de créditos emitidos aumentou 90%, e de débito cerca de 60%. Os pagamentos realizados através de cheque também caíram 35%.

  • 77% dos brasileiros possuem algum meio de pagamento eletrônico, seja cartão de débito, crédito, ou cartão de lojas;
  • Destes, 89% possuem conta em banco;
  • 71% da população faz uso habitual de meios eletrônicos de pagamento;
  • Atualmente, existem cerca de 543 milhões de cartões de crédito e débito em circulação no Brasil;
  • Em média, cada habitante possui 2 cartões de crédito e 1 de débito;
  • O uso do cartão de crédito representa 26,4% do consumo das famílias brasileiras;
  • R$800 bilhões é o valor aproximado de transações financeiras realizadas com cartão de crédito ou débito por ano.

CARTÃO DE CRÉDITO E DÉBITO: PERFIL DOS CONSUMIDORES

     

  • 57% possui cartão de crédito;
  • 26% dos jovens entre 16 e 24 anos possui cartão de crédito;
  • 62% possui cartão de débito;
  • 44% dos cartões de crédito são de uso nacional;
  • 13% dos cartões de crédito são de uso internacional;
  • 55% dos possuidores de cartão de crédito e débito são mulheres;
  • 49% pertencem às classes A e B;
  • 56% dos possuidores de cartão de crédito ou débito, preferem usar o cartão na hora de pagar uma conta;
  • 47% de quem possui cartão de débito e crédito prefere pagar com débito.

 

10 DICAS PARA NÃO CAIR NO GOLPE DO CARTÃO CLONADO

1. Ao fazer um pagamento com o seu cartão, seja em débito ou crédito, não tire os olhos do seu cartão

 

2. Antes de usar um caixa eletrônico, verifique se há indícios de painéis falsos ou se o teclado está muito duro. Veja também se a câmera de segurança do banco está direcionada para o caixa eletrônico. Caso perceba algo suspeito, comunique a segurança do banco ou a polícia e dirija-se a outra agência.

 

3. Não assine o verso do seu cartão, e caso ainda não possua um cartão com chip, peça ao seu banco, pois é mais seguro.

 

4. Não use o seu cartão em caixas eletrônicos em locais isolados, procure os bancos mais movimentados e, de preferência, em horário de funcionamento das agências.

 

5. Não exponha seus dados pessoais e bancários na internet. Só use sites financeiros, como os bancos  on line, a partir de computadores seguros.

 

6. Não deixe o código de segurança do seu cartão (geralmente os três últimos números) expostos. Tente decorá-los ou anote num local seguro e apague os números do cartão.

 

7. Atenção aos emails, SMS e telefonemas onde as pessoas se identificam como funcionários dos bancos ou operadoras de cartão de crédito e pedem a confirmação de dados pessoais, dados do cartão e senha. Este é um golpe muito comum. Não responda nenhuma informação bancária por email e nem clique em links. No caso de ligações, diga que entrará em contato com o banco através do SAC, agradeça e desligue o telefone. 

 

8. Ao fazer compras pela internet, certifique-se de que o site é seguro. Consulte o Procon e o site Reclame.aqui e veja se há alguma reclamação mais grave contra o site onde pretende realizar a compra.

 

9. Se o seu cartão bancário ficar preso no caixa eletrônico não utilize o telefone da agência para informar o ocorrido. Se for horário de funcionamento do banco, procure um atendente. Se não for, ligue do seu telefone para o SAC do banco informando o acontecido.

 

10. Faça consultas frequentes ao saldo da sua conta e à fatura do seu cartão de crédito. Se notar qualquer irregularidade, entre em contato com o SAC e informe os débitos não reconhecidos por você.

 

Veja mais:

Clonagem de cartão: não seja a próxima vítima!

Penta campeão da Copa, Brasil é o 5ª país no ranking mundial de fraudes de cartão de crédito

 

 

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...