Ex-cortador de cana se forma em medicina

Mesmo com inúmeros obstáculos, o pernambucano Jonas Lopes, que chegou a ser cortador de cana, não desistiu e lutou até conseguir se formar em medicina e realizar seu sonho.

Existem histórias de superação que, de tão incríveis, parecem ter sido tiradas da ficção. Algumas delas, de fato, foram parar nas telas, tornando-se filmes de grande sucesso, como À Procura da Felicidade (2006), que conta a história de Chris Gardner, que teve de superar inúmeros problemas até tornar-se um corretor de ações milionário. Outra história real que ficou imortalizada no cinema foi a do médico Ben Carson: pobre e negro, conseguiu se especializar em neurocirurgia, tornando-se o primeiro médico a realizar a separação de xifópagos unidos pela cabeça da história.

Felizmente, casos como esses não se restringem aos Estados Unidos, e aqui no Brasil temos um belo exemplo de que com determinação, coragem e disciplina é possível realizar verdadeiras proezas. Trata-se de Jonas Lopes, 30 anos, ex cortador de cana que depois de superar obstáculos dificílimos, conseguiu se formar em medicina em 2016.

Faculdade de Medicina

Jonas, filho de um pedreiro e uma dona de casa nasceu e cresceu em Palmares, Zona da Mata de Pernambuco. Desde muito cedo, ele precisou de adaptar a uma vida dura, trabalhando na lavoura de cana de açúcar entre doze e quinze anos de idade. A medicina e os estudos sempre fascinaram o obstinado médico e, mesmo tendo parado de estudar entre 1998 e 1999, o sonho de se formar não se apagou. Até dar início à preparação para o vestibular de medicina em 2006, ele precisou fazer bicos, fretes em feiras livres e dar aulas de reforço escolar para garantir seu sustento.

O sonho de cursar medicina até então parecia distante, mas quando ficou sabendo do sistema de cotas, Jonas passou a acreditar que seria possível. Começou aí sua jornada até a aprovação, não sem antes ser reprovado por dois anos seguidos, entre 2006 e 2007. Até que em 2009 a recompensa por estudar entre 10 e 12 horas diárias finalmente veio, com a aprovação na Universidade de Pernambuco, a UPE.

Agora, doutor Jonas, único membro de sua família a ter curso superior, só pensa em ajudar seus pais e familiares. De acordo com o médico, que diz amar os estudos, nem o céu é seu limite.

Acesso a universidades no Brasil

O caso de Jonas Lopes evidencia um fenômeno recente na história do Brasil, que é o aumento de alunos matriculados nos cursos superiores. Os últimos dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), de 2014, registram incremento de 3,8% em relação a 2012, e revelam crescimento de mais de 80%, se considerarmos a década que vai de 2004 a 2013. Embora positivos, um dado ainda precisa melhorar, apra que mais histórias como a de Jonas possam ser contadas. A mesma pesquisa revela que a proporção entre alunos que iniciam a faculdade e os que se formam é de apenas 36%.

Foto: Divulgação G1. Arquivo pessoal/Maria Eduarda Lopes

Saiba como fazer uma faculdade de qualidade com baixas mensalidades!

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...