Escapamento esportivo: como funciona

Veja o que é o escapamento esportivo, como funciona e as principais implicações em um automóvel. Confira ainda quais as leis que envolvem esse tipo de modificação no veículo:

O escapamento esportivo, de maneira simples, é um componente de exaustão do motor. Ou seja, é o responsável por liberar os gases da combustão para fora do veículo. Quando se instala este item, supõe-se que a capacidade de exaustão será maior e, consequentemente terá um desempenho de ciclo mais rápido.

Escapamento esportivo faz barulho?

Sim. Isto acontece devido à abertura do caminho de saída dos gases. Quanto maior forem, mais alto será o som. É por isso que os escapamentos comuns (carros populares) são mais fino, eles abafam o som. Além disso, as ponteiras (parte final) são menores que a dos esportivos.
A ponteira do escapamento esportivo tem uma outra função: compostas por um material isolante (lã de vidro) faz abafar, um pouco, o som, para que não torne algo insuportável. Por esse motivo, quando se instalam equipamentos de qualidade inferior fazem imenso barulho ao rodarem pelas ruas da cidade.
 

O que modifica no carro?

Para alguns especialistas o ganho de potência no veículo é baixa e, em alguns casos, imperceptível para o motorista. A maior parte dos carros que são adaptados neste sentido é pelo prazer de ter um “ronco de motor” mais grave e uma estética diferenciada.

Consumo de combustível

O aumento do consumo de combustível, assim como a potência é irrisória. O que acontece é que o motorista passa a pisar mais no acelerador para ouvir o ronco mais vezes e mais alto do escapamento esortívo instalado no seu veículo. Aí sim, o gasto passa a ser maior.

O que diz a lei sobre escapamentos desportivos?

Não existe uma lei específica que proíbe o escapamento esportivo no Brasil. É preciso apenas, fazer a inspeção veicular para não ter problemas futuros. A lei, de acordo com o órgão do Detran é “conduzir o veículo com descarga livre ou silenciador de motor à explosão defeituoso, ineficiente ou inoperante é infração grave penalizada com multa e retenção do veículo para regularização”.
Porém, também há a legislação do CONAMA, Conselho Nacional do Meio ambiente que determina um nível máximo de decibéis (altura do ruído). Para veículos de até nove lugares (passageiro) com motor dianteiro tem o nível de ruído máximo igual a 95 dB(A).

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...