Enem será usado para 20% das vagas de vestibular da USP

No vestibular da USP 2016 serão reservadas cerca de 20% do total de vagas para alunos de escolas públicas ingressarem através do Sisu.

Desde 2015 a nota do Enem é válida para acrescentar pontos aos candidatos da Fuvest, o vestibular da USP. E ainda que as admissões de candidatos do ensino público tenha sido 1% menor em 2016, comparado ao ano anterior, a iniciativa é considerada muito importante por diversos alunos, professores e entidades estudantis da Universidade de São Paulo, que tem promovido greves a fim de fortalecer políticas de cotas para estudantes de escola pública bem como negros e indígenas no vestibular.

Vestibular da USP

Em 2016 o vestibular da USP – Fuveste 2017 – é o mais concorrido do país, e vai acontecer no dia 27/11. Neste momento, milhares de estudantes em todo país estudam e se preparam incansavelmente para esse dia.

A fim de que haja um equilíbrio étnico e do numero de alunos vindos de escola pública e particular, a USP declarou que, para o próximo vestibular, serão reservadas 20% das vagas para alunos de escola pública e parte delas reservadas para pessoas negras, pardas e indígenas através do Sisu.

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) seleciona estudantes para vagas em universidades públicas (estaduais e federais) de todo Brasil através da nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

No vestibular da USP, especificamente, serão ao todo 2.171 vagas para alunos do sistema público de Ensino Médio – 20% do total de vagas sobre os 13% de vagas deste tipo disponibilizadas pelo Sisu em 2015 -, sendo que destas, 327 vagas serão exclusivamente para estudantes pretos, pardos e indígenas (que também sejam de escola pública). Haverão também 512 vagas disponíveis no Sisu para alunos de qualquer escola, e ainda o ingresso tradicional de quaisquer candidatos, via Fuvest, com cerca de 8.901 vagas.

USP abre vagas para maiores de 60 anos em sete cidades

Apenas o Instituto de Física em São Paulo e a Escola de Engenharia de São Carlos se recusaram a reservar vagas no Sisu para o vestibular da USP. Já a FEA (Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade) e a FAU (de Arquitetura e Urbanismo) reservaram 30% das suas vagas para alunos de escolas públicas, através do Sisu. A Faculdade de Medicina, uma das mais concorridas da área no país, ainda não se decidiu sobre este assunto, porém, ainda que vote positivamente, dificilmente esta decisão valeria já para o processo seletivo de 2017.

Saiba como fazer uma faculdade de qualidade com baixas mensalidades!

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...