É possível fazer refinanciamento de veículos com nome sujo?

Motoristas endividados buscam o refinanciamento de veículos com nome sujo, devido as taxas de juros mais baixas. É possível refinanciar? Descubra.

Com o elevado índice de endividamento e de inadimplência, os brasileiros começam a buscar soluções para quitar as suas dívidas, principalmente quem está com o nome sujo, ou seja, tem o CPF cadastrado no SPC ou SERASA.

Uma das alternativas com melhor custo-benefício, é o refinanciamento de veículos com nome sujo, que é um tipo de empréstimo consignado com as taxas de juros mais baixas do mercado. Em princípio, sim. Aliás, o refinanciamento de veículos também é indicado para quem está endividado com linhas de empréstimos com taxas de juros altas e já está com o nome sujo na praça. No entanto, o processo pode ser um pouco mais burocrático. Mas cada caso é um caso.

Refinanciamento de veículos: o que é preciso saber para contratar

Como fazer o refinanciamento de veículos com nome sujo

No caso de uma pessoa que está endividada com o financiamento do carro, e atualmente está em situação de inadimplência, fazer um refinanciamento de veículos com nome sujo é mais fácil, sobretudo se for feita no próprio banco onde o carro foi financiado.

Assim, passa a ser uma negociação entre o banco e o seu cliente em situação de inadimplência. A solução é vantajosa para ambos, porque o banco tem maiores garantias de que vai receber, e o cliente renegocia a sua dívida com taxas de juros mais baixas, tirando o seu nome da lista negra.

Já no caso de recorrer ao refinanciamento de veículos com nome sujo, com a finalidade de pagar diversas dívidas, a situação pode tornar-se um pouco mais burocrática. Contudo, se o carro já estiver quitado, o processo torna-se mais facilitado.

E lembre-se: mesmo com o refinanciamento de veículos com nome sujo, você nunca recebe o valor integral do veículo. Recebe no máximo 90% do valor de mercado, de acordo com a tabela FIPE.

Em todo caso, você não precisa refinanciar o valor integral do veículo. Se somando todas as suas dívidas, você precisa de R$4.500, e o seu carro poderia lhe garantir R$12 mil com o refinanciamento, refinancie apenas os R$4.500 de que precisa. Assim, você paga as suas dívidas, e parcela este valor num número de vezes que lhe seja confortável para pagar, sem correr o risco de ficar inadimplente novamente.

O veículo deve estar no seu nome para o refinanciamento

Para solicitar o refinanciamento de veículos é preciso que ele esteja no seu nome, visto que não é viável refinanciar o bem no nome de terceiros. Afinal de contas, se você não tiver condições de quitar o empréstimo, o banco vai ficar com o carro. Por isso, se você comprou um veículo com o financiamento em andamento e preciso refinanciá-lo, a primeira coisa a se fazer é transferi-lo para o seu nome.

Documentos necessários para o refinanciamento de veículos

Para que o refinanciamento de veículo com nome sujo seja liberado é necessário apresentar os seus documentos pessoais e os do carro. O cliente deve entregar uma cópia do seu CPF e RG, comprovante de residência e de renda, e certidão de casamento. Em relação ao veículo, é preciso apresentar o CRV (Certificado de Registro do Veículo) e a CNH (Carteira Nacional de Habilitação).

Taxas de juros cobradas no refinanciamento de veículos

As taxas de juros que são cobradas no refinanciamento de veículos com nome sujo mudam de acordo com o ano e modelo do carro que será dado como garantia. No entanto, tenha certeza de que os as taxas de juros para essa modalidade de empréstimo costumam ser mais baixas do que no financiamento comum. Em média, a taxa de juros para refinanciar veículos é a partir de 1,90% ao mês.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...