10 destinos de intercâmbio para conhecer uma cultura completamente diferente

Se você quer mesmo mergulhar em outra cultura e gastar menos, conheça as nossas dicas de destinos de intercâmbio para conhecer uma cultura completamente diferente.

Juntar dinheiro, escolher um idioma, planejar um destino de intercâmbio, resolver a papelada, fazer as malas e partir. Parece simples e cabe em uma linha descrever tudo isso. Mas só quem realmente pensa em fazer um intercâmbio imagina o trabalhão que isso dá. Se você desanimou ultimamente com a desvalorização do real, é hora de enxergar as coisas numa nova perspectiva mais otimista: existe muito mundo além do dólar e do euro, com excelentes opções de estudo e lazer – dá até pra aprender 3 idiomas no mesmo lugar gastando muito menos. Além do fato de poder conhecer uma cultura completamente diferente da brasileira.

Aventure-se numa cultura completamente diferente

Agora é a hora que todo brasileiro deveria aprender a pensar fora da caixa e avaliar alternativas tão ou mais atrativas que os destinos comuns para conhecer outras culturas e estilos de vida. De quebra, voltar para casa com uma nova língua e com histórias inéditas pra contar – isso se voltar. A experiência do intercâmbio, vale afirmar, vai ser enriquecedora tanto para quem vai estudar em Barcelona quanto no Alaska, com a diferença de viver com mais conforto e menos burocracia do que nos países do espaço Schengen, por exemplo. E ainda dá para visitar a família com mais frequência. Veja alguns destinos de intercâmbio que fogem da "regra do tradicional" e fazem com que qualquer um mergulhe de cabeça em uma cultura completamente diferente da brasileira.

1. China

destinosintercambiocultura

Este destino de intercâmbio é para quem tem coragem de abandonar toda a cultura – de verdade – e fazer imersão no território socialista mais capitalista do mundo. Mas não é só de AliBaba e exportações que vive a China. O país mais populoso do mundo é gigante e varia muito em termos de cultura de uma ponta a outra. Muralha, montanhas, paisagens exuberantes… e, claro, os retiros budistas. É só na China que alguém consegue conhecer toda a paz e todo o caos no mesmo território.

2. República Tcheca

destinosintercambiocultura

É o destino para quem pretende estudar Medicina ou Engenharia, por ter um dos melhores ensinos europeus nesse quesito. Você pode conhecer o leste Europeu e as obras mais antigas da Europa num ambiente cosmopolita e diferente – já são mais de 37 mil estrangeiros matriculados em universidades por lá. A moeda não é o Euro e é mais barata que o real: uma Coroa Tcheca custa R$ 0,16. O custo de vida é muito baixo e as noites são memoráveis (ou não), especialmente na capital, Praga. E não precisa aprender tcheco para ir para lá: com a demanda de estrangeiros, muitas universidades ministram aulas em inglês.

3. Croácia

destinosintercambiocultura

Pertinho da Itália e dividida pelo mar Adriático (mais quentinho que o Mediterrâneo) está localizada a ex-integrante da República da Iugoslávia. As paisagens naturais são incríveis e diversificadas: lá você encontra praias exuberantes e, mais adentro, as montanhas. Estudar é barato: um curso de graduação custa cerca de R$ 3.680,00, dependendo da área, e o país incentiva a diversificação dos seus habitantes. É possível procurar programas de universidades em inglês. E uma boa notícia: por R$ 0,54 você compra 1 Kuna, moeda de lá.

4. Chile

destinosintercambiocultura

Viva Chile! Pensando em aprender espanhol num ambiente acolhedor, barato e de ensino universitário exemplar – a Católica do Chile foi eleita a melhor Universidade da América Latina no QS World Ranking de 2014. O Chile é um dos países com maior IDH da América do Sul e é o único país do continente que não faz fronteira com o Brasil, o que aumenta a sensação de estar longe de casa. As paisagens naturais variam entre os Andes, o deserto mais seco do mundo (Atacama) e as preciosidades da civilizações Inca e Asteca. E além disso, quando você for à praia estará num oceano diferente: o oceano que banha o Chile é o Pacífico e as ondas prometem para quem quer aprender e praticar o surfe. Outras opções na América do Sul são também a Argentina com uma carinha mais europeia e o Uruguai, com as recentes políticas liberais inovadoras.

5. Índia

destinosintercambiocultura

Para quem está interessado nas Engenharias e TI ensinados em inglês numa cultura completamente diferente, pode apostar na Índia. São muito bons no ensino das exatas e também há inúmeras oportunidades de trabalho – voluntário e remunerado – por lá. A moeda é a rúpia e, em Nova Délhi, o aluguel custa cerca de 6 mil rúpias numa boa região, o que equivale a R$ 365,00. É necessário ter flexibilidade para se adaptar, mas a imersão em uma cultura completamente diferente promove muito aprendizado e amadurecimento para além das questões acadêmicas. Porém, é incrível ver e "sentir" tantos hábitos culturais e suas cores em um período de intercâmbio. O inglês é reconhecido como idioma oficial, já que são mais de 16 dialetos regionais diferentes no território. Ta aí uma oportunidade de voltar para a casa com o inglês fluente e algum outro dialeto para ensinar aos amigos e familiares.

6. Nova Zelândia

destinosintercambiocultura

Depois de desbravarem a Austrália, a Nova Zelândia se tornou um destino interessante de intercâmbio para os brasileiros. É possível aprender inglês num país onde pode conhecer neve e deserto de perto, praticar esportes radicais – são peritos nisso – e, para facilitar, alguns programas de intercâmbio permitem trabalhar e estudar simultaneamente. E o melhor: o dólar neozelandês está cotado a R$ 2,85 face aos R$ 3,90 por um dólar americano. Sabia que todos os cenários dos filmes do Senhor dos Anéis são reais e estão na Nova Zelândia? Aproveite ainda para conhecer uma das culturas mais emblemáticas, os Maoris (tangata whenua), com suas tantuagens, danças e cantos que chamam atenção.

7. Malta

destinosintercambiocultura

Se você quer aperfeiçoar o inglês e aprender um idioma novo e diferente sem abandonar o fato de estar na Europa, a opção pode ser Malta. É uma das menores repúblicas de lá, que adotou o inglês por conta do domínio britânico, mas também o italiano como segundo idioma por estar a 90 quilôemtros de distância dos ragazzi (ou seja, oportunidade de aprender dois idiomas em um só intercâmbio). A moeda é o Euro por lá, mas o custo de vida é baixo comparado aos outros países da Europa, ficando próximo de Portugal. E ainda é possível curtir as paisagens maravilhosas do verão na ilha, com clima quente e as belezas do Mar Mediterrâneo. Ah, e não deixe de conhecer a Vila do Popeye, aquele da sua infância que comia espinafre para ficar forte!

8. Luxemburgo

destinosintercambiocultura

É ali, num lugarzinho entre a França, Bélgica e Alemanha, que se localiza o menor país continental da Europa. O idioma oficial é o luxemburguês, mas outros dois também são reconhecidos como oficiais e usados no dia a dia: alemão e francês. Sabe o que isso significa? Um combo! Aprender dois ou três idiomas de uma vez e conhecer o país inteiro. Mais uma coisa: se quiser viajar para sair da rotina, já está colado com três países super interessantes. Aproveite e conhece um pouco da cultura deste lugar, que é considerado como o último Grão Ducado do mundo (há inclusive uma data comemorativa) e suas histórias que romantam dos anos de 963.

9. Islândia

destinosintercambiocultura

Se quer aprender um idioma completamente fora do comum e ter a oportunidade de presenciar um dos mis belos fenômenos da natureza, a Aurora Boreal, praticar esportes de inverno e conhecer uma biodiversidade marinha exuberante e exótica, o destino certo é a Islândia. O país também é considerado um dos mais vulcânicos do mundo e com diversos geysers que formam espécies de piscinas naturais para curtir um banho quente em pleno inverno. Está entre os países com maior qualidade de vida da Europa e melhor ensino. Para os estrangeiros, os cursos podem ter aulas ministradas em inglês. E uma curiosidade: os sobrenomes da terra da Aurora: se você se chama John e é filho do Daniel, o seu nome vai ser John Danielson. E o do seu filho vai ser Fulano Johnson… E assim sucessivamente. 

10. Chipre

destinosintercambiocultura

Não se assuste com a possibilidade de não saber o idioma: se quer estudar inglês, 90% da população fala. Mas os idiomas oficiais são o grego e o turco. O país faz parte da União Europeia e está situado ao sul da Turquia. É o destino perfeito para quem se interessa pela história da humanidade: já foi ocupado fenícios, assírios, egípcios, persas, gregos e romanos e tem muito pra contar sobre esses domínios. Tem sol em mais ou menos 340 dias por ano e é uma ilha paradisíaca, com infra-estrutura europeia para o estudo e o lazer e diversas opções de turismo, além de preços acessíveis e o livre acesso pelos países do espaço Schengen com o visto.

Veja também: 

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...