Como fazer currículo para procurar o primeiro emprego

Está procurando a primeira colocação no mercado? Saiba como preparar um currículo para procurar o primeiro emprego e ter destaque entre os recrutadores.

O índice de desemprego no Brasil atingiu níveis alarmantes, mas ainda da crise que assola o país, existe uma grande porcentagem desse índice composto de pessoas que simplesmente, não sabem como elaborar um bom currículo. Muitas empresas buscam por candidatos com experiência e esse processo de ingresso no mercado de trabalho se torna ainda mais difícil para quem nunca atuou. Saiba como elaborar um currículo para procurar o primeiro emprego.

5 dicas de como fazer um currículo para procurar o primeiro emprego

Confira sugestões para quem está com um espaço em branco na área de experiência profissional e não quer errar na hora de elaborar um currículo para procurar o primeiro emprego.

1. Dados Pessoais

Quando for escrever um currículo para procurar o primeiro emprego, preste muita atenção aos contatos. Além disso, deve conter o nome completo, estado civil, data de nascimento, telefones e e-mails. Essa parte é muito importante, por isso é recomendado colocar os números de celular e fixo. Deixe nomes para receber recados para que o recrutador consiga falar com você já no primeiro contato.

É recomendado colocar a data de nascimento no currículo em vez da idade, uma vez que o recrutador pode ficar com seu currículo por um tempo, para as oportunidades futuras. E dessa forma o currículo continua sempre atualizado.

2. Objetivo

Ao escrever a parte de quais são os seus objetivos profissionais, seja direto e claro, use apenas um parágrafo curto e direto, descreva em quais áreas em que deseja atuar dentro do seu objetivo profissional. Porém, não precisa ser muito específico para não perder possíveis oportunidades, e também é fundamental não englobar muitas experiências, porque dessa forma irá mostrar que falta de foco na carreira.

Objetivo

 

3. Formação

Para quem está preparando um currículo para procurar primeiro emprego é fundamental valorizar cursos e habilidades, já que falta experiência nesse período. Focar na área de formação é uma ótima saída, inclua também cursos de idiomas, de informática, profissionalizantes e outras especializações.

Podem ser destacados também o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e outros trabalhos desenvolvidos no período da faculdade, assim, o candidato pode demonstrar as habilidades aprendidas ao longo dos estudos.

Como enviar currículo por email: veja modelo

4. Experiência

Mesmo quem não teve experiência profissional assinada em carteira ou em contratos, pode citar outros tipos de trabalhos no currículo. O candidato pode citar experiências informais, como bicos, ou até ajuda em empresas de parentes.

Outras experiências como em empresa júnior da faculdade também podem ser citada. Além disso, os trabalhos voluntários podem ser usados como forma de ganhar experiência. Quem morou fora ou fez intercâmbios em outros países também podem incluir isso no currículo como experiência desenvolvida.

5. Nunca minta

Algumas pessoas têm medo de entregar o currículo podre e vazio, por isso acabam enrolando ou inventando experiências, entretanto, isso pode ser facilmente identificado pelo recrutador.

Incluir informações mentirosas ou não ser objetivo nas experiências é muito ruim. Isso vai fazer o selecionador perder tempo analisando seu currículo e não vai se apagar no que realmente é importante.

Veja também:

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...