Como conseguir liberação de crédito pessoal para negativado

São poucas as instituições financeiras que liberam crédito pessoal para negativado, e no geral as taxas de juros são bem maiores.

Reformar a casa, trocar de carro ou até mesmo quitar dívidas são investimentos que exigem uma boa grana. O empréstimo pessoal é a saída mais comum para quem não tem o dinheiro, tanto que em março de 2014 foram R$ 3,530 bilhões destinados à essa operação, segundo o Ministério da Previdência Social. A transação é simples, mas o problema aparece quando é caso de crédito pessoal para negativado – algo que muitos bancos e financeiras recusam.

O serviço de financiamento consiste em um empréstimo com pagamento facilitado e cobrança de juros. Obviamente as instituições financeiras analisam o histórico do cliente para saber se devem ou não contar com as parcelas pagas, e quem tem o nome sujo costuma ser descartado de cara.

Existem, sim, instituições que liberam crédito pessoal para negativado, além de outros meios de conseguir o dinheiro. Tire suas dúvidas e veja outras situações na qual pode ser difícil ter a liberação do crédito na
conta.

Conheça as vantagens e desvantagens do crédito pessoal online

Crédito pessoal para negativado

Não é impossível conseguir crédito pessoal para negativado. As opções de locais que oferecem essa opção são mais limitadas, mas algumas financeiras oferecem empréstimo pessoal para quem está com nome sujo. O problema é que as taxas de juros são bem maiores – em alguns casos saem quatro vezes mais caras do que de outros créditos concorrentes.

Para fazer a contratação do empréstimo pessoal em financeiras basta comparecer pessoalmente com os documentos de identificação (RG e CPF originais), os dois últimos comprovantes de rendimentos originais, extrato bancário comprovando o dia de seu pagamento e o comprovante de residência atual.

Geralmente, a análise e simulação são feitas na hora e o dinheiro é liberado em até 24 horas. Veja instituições que oferecem o crédito pessoal para negativado:

  • Simplic
  • Crefisa
  • Banco BMG
  • Bom Pra Crédito
  • Financredit

Assalariado

Pessoas físicas com restrição no nome, de modo geral, têm mais dificuldade de conseguir um empréstimo pessoal para negativado enquanto não ajustarem suas pendências. O assalariado, entretanto, conta com a vantagem de poder comprovar renda através do holerite.

Nesse caso, o pagamento é descontado direto na folha de pagamento do trabalhador, o que acaba sendo um bom negócio para os bancos e para as financeiras, pois as garantias de receber são grandes. Bom negócio também para o assalariado, já que esse tipo de empréstimo possui taxas de juros mais interessantes.

Autônomo

O trabalhador autônomo consegue solicitar um empréstimo em praticamente todas as instituições financeiras sem grandes complicações. A principal exigência é que se tenha uma conta corrente com movimentação, e no geral ele consegue solicitar qualquer tipo de crédito – exceto o empréstimo consignado, que só vale para funcionários públicos, trabalhadores de empresas privadas e pensionistas do INSS.

Existem muitas outras linhas de crédito disponíveis para o profissional autônomo, como o empréstimo pessoal – inclusive o crédito pessoal para negativado -, o empréstimo com imóvel ou veículo como garantia e até o empréstimo com cheque em garantia e cheque especial (LIS).

Desempregado

Nesse caso, os riscos do cliente não quitar a dívida são maiores, e por isso são poucas as instituições que oferecem empréstimo para desempregados. A financeira corre mais risco ao realizar o empréstimo, o que faz com que as poucas instituições que ofereçam a modalidade pratiquem taxas de juros altíssimas.

Para pedir este empréstimo é necessário buscar uma financeira de confiança levando consigo seus documentos pessoais como RG, CPF e Comprovante de residência. Além disso, poderão ser solicitados alguns documentos extras, além de indicações de contato.

Algumas instituições oferecem o microcrédito como recurso para o desempregado se estabilizar, modalidade que oferece taxas de juros menores  e possibilidade de começar a pagar dali a seis meses, quando supõe-se que o mesmo já estará estabilizado. É uma boa opção para quem deseja investir no próprio negócio ou quitar dívidas imediatamente.

Em último caso, pode-se tentar um empréstimo com agiota – algo que não recomendamos, pois as taxas de juros beiram o absurdo e o risco é muito maior.

Como fazer um empréstimo para negativado

Aposentado ou pensionista

Aposentados e pensionistas podem recorrer ao empréstimo consignado, cuja taxas de juros são menor do que as do crédito pessoal para negativado, facilitando a contratação e sendo ideal para cobertura de algum
imprevisto, sem que haja a comprovação da finalidade do crédito.

Para aqueles que recebem proventos pelo INSS, o valor das parcelas é descontado do benefício antes que este seja creditado na conta. Além disso, o crédito será calculado sobre o valor da aposentadoria – essas regras, no
entanto, são iguais para pensionistas do INSS; para aposentados, o para quitação do empréstimo pessoal é de até 72 meses.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...