Como passar financiamento de veículo para outra pessoa

Comprou um carro e está com dificuldades de pagar as prestações. Veja como vender o carro e passar o financiamento para outra pessoa.

Passar financiamento é um procedimento bastante comum e já previsto pelas entidades financeiras. A situação ocorre quando o atual contratante não tem mais condições de arcar com a dívida que fez e decide transferi-la a um outro interessado. Parece simples e descomplicado, mas é importante que a troca ocorra da maneira formalizada e com o conhecimento do credor.

Passar financiamento sem problemas

Ao constatar que não consegue mais pagar as parcelas, você decide o que o melhor é passar financiamento. Aquele primo gente boa estava mesmo pensando em comprar um veículo e achou que não haveria problemas em assumir a sua dívida. Negócio fechado? Ainda não. Confira os passos a dar para que o negócio não renda dores de cabeça.

1- Depois de encontrar a pessoa para quem você deseja passar financiamento, é fundamental informar à situação ao banco ou financeira. Eles precisam estar cientes dessa troca de devedores. Parece burocracia desnecessária, mas esse ato protegerá tanto quem está passando a dívida quanto quem irá assumi-la.

2- Para concretizar a transferência, a entidade precisa avaliar e aprovar o candidato a novo contratante. Ele precisará comprovar que tem condição financeiras de arcar com o restante do financiamento, usando para isso extratos de movimentação bancária, recibos de salário ou declaração de imposto de renda.

Veja quais são os melhores bancos para fazer financiamento de veículos.

3- O veículo também precisa estar regularizado para que você possa passar financiamento. Todas as licenças devem estar em dias, multas e impostos devem ter sido pagos. Caso contrário, o processo pode emperrar.

4- Antes de prosseguir com a transferência, esteja ciente das exigências do banco ou financeira onde foi feito o seu financiamento. Geralmente o procedimento é semelhante, mas pode ser necessário que o novo contratante seja correntista da mesma entidade bancária, por exemplo.

5- Bancos e financeiras cobram sempre uma taxa para passar financiamento, mesmo que esteja não seja aprovado. A análise dos documentos e do perfil do novo contratante são as responsáveis por esse custo. O valor é de, em média, R$ 450.

6- Na hora de passar financiamento, depois da aprovação, o novo cliente pode solicitar que as parcelas restantes sejam recalculadas. Ao procedimento, será adicionando o custo da TAC (Taxa de Abertura de Crédito).

Cuidados nunca são demais

Como já foi dito, ao passar financiamento, a formalização é fundamental para evitar problemas futuros. Ao deixar de lado a entidade financeira, você e a pessoa que assumirá a dívida economizam em taxas administrativas, mas podem arranjar confusões desnecessárias, que ainda sairão mais caro.

Fazer o chamado contrato de gaveta é justamente resolver o assunto confiando na palavra do outro. Acontece que, sem a intervenção do banco ou financeira, você continua ligado ao contrato e o pessoa que assumirá a dívida fica sem o veículo no nome dela. Resumindo: situações absolutamente desagradáveis podem surgir dos dois lados.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...