Como lucrar pedindo sua nota fiscal paulista

A nota fiscal paulista faz parte de um programa do Governo de São Paulo que devolve parte do ICMS cobrado dos consumidores e ainda dá a eles a chance de receber vários prêmios em dinheiro.
A Nota Fiscal Paulista é um incentivo do Governo do Estado de São Paulo para que os consumidores exijam a nota fiscal dos estabelecimentos onde fazem compras . Para que os contribuintes sintam-se atraídos a fazer o pedido da nota fiscal, o Estado oferece ao cidadão o direito de receber de volta uma porcentagem do ICMS que incidiu sobre o produto comprado ou serviço contratado e ainda concorre a prêmios em dinheiro.

A Nota Fiscal Paulista foi criada em outubro de 2007 e faz parte do Programa de Estímulo à Cidadania Fiscal do governo do Estado de São Paulo. Mas você sabe quais são os benefícios de aderir ao programa? Será que vale a pena participar? Veja as dicas esclarecedoras do Hintigo sobre o tema.

Como funciona a Nota Fiscal Paulista

  • A medida reduz a carga tributária individual dos cidadãos, que recebem créditos ao efetuar compras de mercadorias dentro do Estado.
  • A devolução é feita em créditos que podem ser acompanhados pela internet e utilizados para pagamento do IPVA ou resgatados em dinheiro.
  • O sistema distribui até 30% do ICMS efetivamente recolhido pelo estabelecimento comercial aos consumidores que solicitam o documento fiscal e informam CPF ou CNPJ, proporcional ao valor da nota.

Sorteio e prêmios

Os prêmios em dinheiro são distribuídos mensalmente, e os três prêmios principais são de R$ 50 mil, R$ 30 mil e R$ 20 mil. Além dos prêmios principais, os consumidores também  concorrem a prêmios de R$ 1.000; R$ 250,R$ 50, R$20 e R$ 10.

 

Quem pode participar

Qualquer consumidor pode participar, para isso basta exigir o nota fiscal em suas compras e se cadastrar no programa Nota Fiscal Paulista pelo site, o serviço é totalmente gratuito.
Depois, é só acompanhar o valor acumulado pelo site e resgatá-lo.
Quem se cadastra, deve aderir a o próximo sorteio em dinheiro para concorrer. As adesões até o dia 25 de cada mês permitem a participação já no mês seguinte. Uma vez feito o processo, não é preciso repeti-lo – a inclusão nos sorteios seguintes é automática. Cada R$ 100 em compras dá direito a um bilhete eletrônico para concorrer. Cadastre-se aqui.

Passo a passo de como participar:

1- Do lado esquerdo da tela no site da Nota Fiscal Paulista, você vai encontrar o setor “Consulta”
2- Clique em consultar. Irá abrir outra página.
3- Na nova página, clique na opção em vermelho: Novo cadastro Pessoa Física ou Novo cadastro Pessoa Jurídica.
4- Em seguida, você irá preencher o número do seu CPF (ou CNPJ, em caso de pessoa jurídica), sua data de nascimento, nome completo de sua mãe.
5- Após completar a ficha, clique em “Solicitar Cadastramento”. A partir do momento que sua senha for gerada, você pode consultar seus créditos, digitando o CPF, a senha e os caracteres exibidos acima do botão “Acessar”.

 

Vale a pena participar?

Participar do Programa Nota Fiscal Paulista só gera benefícios: para o contribuinte e para o Estado. O contribuinte recebe de volta parte do imposto pago ao governo e ainda concorre a prêmios, e o Governo do Estado ganha com a emissão das notas fiscais, que auxilia no controle das receitas geradas no Estado.
O cadastro e o acompanhamento dos créditos pelo site são bem simples, não é preciso de grandes conhecimentos informáticos para ter acesso.

 

No mês de Fevereiro

A 75ª extração do programa vai distribuir R$ 17 milhões em prêmios nesse mês. A Secretaria da Fazenda registrou a participação de 9.289.479 consumidores, 2.678 entidades de assistência social e de saúde e 7.038 condomínios. No total, foram gerados 149.102.313 bilhetes eletrônicos, dos quais 1,5 milhão serão sorteados. São muitas chances de ganhar.

 

Os números do Programa

O programa conta com mais de 16 milhões de participantes cadastrados e, desde seu início, soma 35,3 bilhões de documentos fiscais processados na Fazenda. No total, a Nota Fiscal Paulista devolveu aos participantes do programa R$ 11,5 bilhões, sendo R$ 10,3 bilhões em créditos e mais de R$ 1,2 bilhão em prêmios nos 74 sorteios já realizados.
Desta forma, o Governo tem atingido seus objetivos, mas há ainda muitos consumidores que não usufruem desse benefício por desinformação ou desinteresse.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...