Como funciona o consórcio de carros

Saiba como funciona o consórcio de carros, como aderir, como calcular as parcelas, como ser contemplado e como usar a carta de crédito.

Muitas pessoas entram num consórcio de carros sem saber exatamente o que esperar. Alguns aderem ao consórcio atraídos pelo fato de ser uma linha de crédito para comprar carro que não cobra juros e não exige entrada, mas quando os meses vão passando e a tão desejada carta contemplada não sai, os consorciados acabam por se decepcionar. Saiba como funciona o consórcio de carros e não tenha surpresas. 

Entenda como funciona o consórcio de carros

O primeiro passo é procurar uma administradora de consórcio de carros, autorizada pelo Banco Central do Brasil, e adquirir uma cota num grupo de consorciados. Você pode entrar num grupo que esteja começando ou comprar um consórcio em andamento. Num consórcio de carros em andamento, o prazo de pagamento é mais curto e as parcelas tornam-se maiores, mas o tempo de espera para ser contemplado é mais curto.

Ao adquirir uma cota, com um valor e um fim pré-definido, o consorciado compromete-se a pagar mensalmente uma parcela destinada a formação de uma poupança comum durante um período também previamente definido. O valor da cota corresponde ao valor do carro que você pretende comprar. 

Como calcular as parcelas de um consórcio

Para entender como funciona o consórcio de carros, saiba que a parcela é calculada a partir da divisão do valor total da cota pelo número de meses, o que corresponde ao fundo comum; mais um percentual que deve formar um fundo de reserva; e mais uma taxa de administração paga à entidade financeira que gere o consórcio. Veja um exemplo:

Valor da cota: R$24 mil
Condições: 50 meses sem entrada
Fundo comum 2% a.m (24.000 divido por 50 meses): R$480,00
Taxa de administração 0,3% a.m (15% pelo período contratado): R$72,00
Taxa de fundo de reserva 0,04% a.m (2% pelo período contratado): R$9,60
Valor da parcela mensal: R$561,60
*Os valores da taxa de administração e do fundo de reserva variam de acordo com a entidade financeira.

Como ter o consórcio contemplado

Há duas formas de ser contemplado num consórcio de automóveis: por sorteio ou dando um lance. O sorteio é realizado periodicamente. O lance é uma oferta em dinheiro dada pelo consorciado e que corresponde a um valor percentual da cota do consórcio. As condições dos sorteios e dos lances são definidas pelo grupo e pela administradora financeira, e descritas em contrato. Por isso, leia atentamente todas as cláusulas antes de fechar negócio.

Como usar a carta de crédito do consórcio

Quando o participante tem o seu consórcio contemplado, recebe uma carta de crédito com a qual poderá comprar um carro, de acordo com as cláusulas do contrato. Para utilizar o crédito do consórcio de carros, o consorciado precisa apresentar garantias ao grupo de que continuará pagando as parcelas restantes. 

O consorciado deve também comunicar formalmente à administradora a sua opção de compra, identificando o vendedor do carro e o carro que será comprado.

O que acontece em caso de atraso do pagamento do consórcio

Se você não conseguir pagar a parcela do mês vigente e acabar atrasando o pagamento do consórcio, haverá a cobrança de juros e multa calculados pelo total de dias em atraso e que deverão ser pagos até a realização do sorteio seguinte. Caso o consorciado deixe de pagar muitas parcelas, a administradora aplicará consequências mais graves, como excluí-lo do grupo de participantes. Na situação em que ele já foi sorteado, a instituição entra com um processo para fazer a apreensão do veículo.
 

O que fazer se não conseguir mais pagar o consórcio do automóvel

Para compreender de vez como funciona o consórcio de carros, saiba o que fazer se não conseguir mais pagar as parcelas:

  • Passe a sua participação para alguém que esteja interessado em adquirir a sua cota;
  • Opte por um carro mais barato que a administradora esteja sorteando, assim irá diminuir o valor das parcelas;
  • Se o seu caso não tiver mais solução, é preciso ir até a administradora do consórcio e solicitar a sua exclusão do grupo. Para sair é necessário pagar uma multa e aguardar ser sorteado para receber o reembolso das parcelas que foram pagas até o momento;

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...