Casamentos diferentes: 5 países para se inspirar

Quais ideias de fora do país podem ajudar no seu casório. Veja casamentos diferentes no exterior e se inspire.

 

Se você pensou que os matrimônios são sempre a mesma coisa, está redondamente enganado. E não estamos falando de formas distintas de levar as alianças ou do lugar onde são celebrados. Existem países com casamentos diferentes de tudo aquilo que
você conhece e está acostumado a ver nos filmes hollywoodianos. Cada um com a beleza e as singularidade das suas tradições.

 

Em alguns casamentos diferentes, os noivos só se conhecem no fim da cerimônia. Em outros, o tradicional branco dá lugar a um vermelho intenso. Difícil de
imaginar? Pois é assim que acontece em alguns países. Em comum, todas as celebrações, aqui ou lá, comemoram o início de uma família e da nova vida do
casal.

 

Ideias do exterior 

Muitas vezes os costumes de outros países inspiram na hora de organizar um casamento. Veja alguns exemplos mundo a fora. 

 

1- China

casamentos diferentes

Os primeiros da nossa lista de casamentos diferentes são os chineses. A preparação é intensa e começa semanas antes com trocas de presentes entre as
famílias e a reclusão da noiva. No dia da cerimônia, o noivo é vestido pelos pais e deve levar aos amigos da noiva dinheiro embalado em tecido vermelho,
como presentes, uma forma de agradecer por terem permitido que ela saia para casar. Antes de seguirem juntos, servem chá de joelhos aos pais,
simbolicamente pedindo permissão para casar. Vale ressaltar que a noiva não deve pisar no chão até chegar ao local da celebração, por isso deve ser levada
ao colo até o carro.

 

  • Ao contrário dos nossos casamentos, com listas de convidados quilométricas, os chineses só convidam os casais da família mais próxima e fazem celebrações
    simples. Os noivos fazem homenagem aos elementos da natureza, antepassados e ao deus Tsao-Chün e mais chá é servido ao pai do noivo. O fim da cerimônia é
    marcado por uma vênia que os noivos fazem um ao outro.

 

  • A estrela da festa é o bolo de casamento, que deve ser o maior possível e cheio de camadas. Cada
    camada representa um degrau que o casal subirá até a felicidade, por isso o corte é feito de baixo para cima.

 

2- Quênia

No Quênia, os casamentos diferenciam-se de acordo com as tribos, cada uma tem seus próprios rituais para a cerimônia. Os Massai, por exemplo, negociam as
uniões desde que as crianças são bem pequenas e, geralmente, os noivos não se conhecem. 

 

  • Na data, a noiva é o centro das atenções e é adornada com todos os
    tipos de jóias. Depois de casada, deve seguir para a nova casa sem olhar para trás, pois, segundo a tradição, vira pedra se o fizer.

 

  • Entre outros povos do mesmo país, é comum a realização da Kupamba, uma festa no dia a seguir ao casamento. Nela, só vão mulheres e o objetivo é exibirem-se
    umas às outras, inclusive a noiva. Usam suas melhores roupas, jóias e penteados em uma noite puramente competitiva.

 

Saiba todos os valores para casar no cartório.

3- Grécia

casamentos diferentes

As cerimônias gregas sem dúvidas tinham que estar entre a nossa seleção de casamentos diferentes! Alegria e emoção estão sempre presentes, mas os contornos
da celebração é que fazem destas ocasiões tão únicas. A parte religiosa fica a cargo das tradições ortodoxas.

 

  • O casamento começa a ser celebrado fora da
    igreja, onde os noivos recebem a mesma bênção do sacerdote três vezes, representando Pai, Filho e Espírito Santo. As próximas etapas já ocorrem no interior
    da igreja, onde o casal segura velas acesas até o fim da cerimônia e recebe uma coroa de flores. No fim, o sacerdote leva os noivos a darem três voltas no
    hall do local e ficam assim unidos como marido e mulher.

 

  • A recepção é um caso à parte. Marcada por muita música e dança, é comum também que presencie-se muitos pratos a serem quebrados propositadamente. Reza a
    lenda que o ato afasta os maus espíritos e dá sorte ao casal.

 

4- Lituânia

Os casamentos diferentes na Lituânia são marcados por uma boa dose de humor. As brincadeiras já começam logo no deslocamento dos noivos até o local da
celebração. O noivo vai até a casa da noiva para buscá-la, acompanhado do padrinho e outros amigos, e tem de levar com algumas “pegadinhas” da amiga da
noiva. De lá, o casal segue em carros separados, mas entra na igreja junto e acompanhado de uma comitiva. 

 

  • Antes de estarem propriamente casados, os noivos
    usam flores do lado esquerdo (ele na lapela e ela no cabelo ou véu). Depois da troca de alianças, entregues pelo padrinho, passam os adornos para o lado
    direito, mão em que usarão as alianças.

 

No Brasil, uma pessoa que não foi convidada ao nosso casamento, fica bem ofendida, não é? Os lituanos não se dão a esse trabalho. Vão à porta da igreja e
ainda levam presentes e flores aos noivos. Em contrapartida, ganham taças de espumante. O cortejo segue para o local da festa e, por cada ponte que passem,
o noivo deve atravessá-la à pé com a noiva ao colo. Os padrinhos são verdadeiramente os donos da festa e ficam passando em todas as mesas, convidando as pessoas para a pista de dança e fazendo piadinhas.

 

5- Paquistão

casamentos diferentes

Uma cerimônia paquistanesa obedece aos mandamentos e regras do Islã, mas tem características próprias do país, por isso chama-se Shaadi. As diferenças já
começam na duração: são 5 dias de festa! E não é qualquer festa, a celebração é grandiosa. Envolve muito dinheiro, grandes jantares, jóias à noiva e
presentes trocados entre os pais. Acaba por ser também uma forma de reafirmar o status da família. Quanto mais luxuoso for o casório, mais aparente é a
riqueza.

 

  • Para cada dia há uma cerimônia diferente e até a celebração oficial os noivos não podem se ver. No primeiro, são duas festas: uma na casa do noivo e outra
    na da noiva, cada um com a sua família. Dança, comida, bebida e todos vestidos de amarelo para celebrar a união do casal. No segundo, acontece o Mehndi,
    onde a noiva ganha tatuagens de henna nas mãos e pés. 

 

  • Sua família presenteia a família do noivo com a roupa do casamento e recebe desta o vestido e o véu,
    quase sempre em vermelho cereja. No dia a seguir, no Nikkah, os noivos assinam o acordo de casamento em locais separados e com a presença de um líder
    religioso. A quarta cerimônia é o Shaadi de fato, onde os noivos sentam-se em um divã, ouvem passagens do Alcorão e finalmente veem-se, primeiro através de
    um espelho e depois cara a cara. 

 

  • O grand finale, no quinto dia, é o Valima, um grande banquete oferecido para os noivos aos convidados.

 

 

Leia mais: Como organizar um chá de panela inesquecível 



Veja também:

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...