Os carros que valem a pena comprar em 2017

Pensando em um modelo que apresente bom custo benefício, opcionais nas versões de entrada e baixa depreciação? Confira os carros que valem a pena comprar em 2017

A indústria automotiva, de olho numa reação já esboçada pela economia brasileira, vem preparando lançamentos e repaginadas em modelos visando um mercado em recuperação, que deverá se consolidar em 2018. De olho no que vem por aí, destacamos os carros que valem a pena comprar em 2017.

Os carros que valem a pena comprar

Embora cada veículo deva ser avaliado por suas qualidades em si, os critérios decisórios não variam. Ou seja, na hora de optar por um modelo, além das necessidades pessoais e de considerar o perfil do motorista, devem ser considerados fatores como consumo de combustível, custo de manutenção, preço do seguro e outros mais ou menos variáveis. Também pesando esses quesitos é que os carros que valem a pena comprar em 2017 são:

FIAT ARGO – R$ 46.800

Lançado em maio de 2017, o novíssimo Fiat Argo veio para preencher a lacuna deixada pelo Fiat Punto e para substituir as versões mais caras do Fiat Palio. Sua proposta é interessante, já que vislumbra um segmento de mercado em que competem hatchs um pouco maiores, com distância entre eixos maior e porta malas mais espaçoso (o do Argo comporta 300 litros).

Partindo de R$ 46,800,00, a versão de entrada do Argo sai equipada com ar condicionado (que o Palio de entrada não tinha), computador de bordo e banco do motorista com ajuste de altura.

CHEVROLET ÔNIX LT 1.4 – R$ 41.690

Líder de vendas há duas temporadas consecutivas, o Onix ensaia um reinado, tal como aconteceu com o Gol. Claro que isso também vai depender de melhorias, principalmente em relação à segurança, já que os últimos crash tests feitos pela Latin NCAP revelaram falhas graves na composição do hatch, como a total exposição do motorista no habitáculo.

De qualquer forma, o Onix vem se consolidando na liderança pelo bom custo benefício que apresenta, com itens de conforto já na versão de entrada e um consumo de combustível entre os mais baixos, fora sua baixa depreciação, em torno de 8,3%.

RENAULT KWID – R$ 29.900

Tudo bem que a surpreendentemente barata versão de entrada do Renault Kwid é pelada, sem ao menos ar condicionado, mas vale o esforço por oferecer ao consumidor um carro zero com preço abaixo de 30 mil reais.

Como bom subcompacto, o Kwid tem como principal vantagem e economia, tanto na manutenção (embora o pós venda Renault não goze de boa reputação) como na economia de combustível, com destaque para seu consumo de 14,5 km/l de gasolina na cidade.

HB20S COMFORT STYLE 1.0 – R$ 47.895

O segundo carro mais vendido do Brasil continua sendo um dos carros que valem a pena comprar em 2017. O HB20 é um compacto que apresenta ótimo custo benefício pela sua baixa depreciação, estimada em 8%, consumo de combustível austero e excepcional garantia de 5 anos.  Também vale destacar o porta malas de 300 litros, dimensões respeitáveis para um carro de sua categoria.

FIESTA HATCH SE 1.6 – R$ 51.990

A Ford pretende manter o bom desempenho comercial do Ford Fiesta com a sua versão 1.6 de quatro cilindros do seu hatch de referência, que conta com razoável potência de 128 cv . Assim como os carros que se destacam entre os mais vendidos, o Fiesta apresenta baixa depreciação, que fica na faixa de 8,1%, de acordo com a agência Autoinforme no último ranking Maior Valor de Revenda.

NISSAN MARCH S 1.0 – R$ 44.490

Já existe a expectativa de o March produzido em Resende se equiparar ao similar europeu, que foi reestilizado e por lá se chama Nissan Micra. Enquanto a montadora japonesa não anuncia essa reformulação, vamos com o atual versão do compacto, que conta com motor de 3 cilindros de 77 cv de potência.

Vale destacar o pacote de itens de série interessante do Nissan March, que conta com direção elétrica, vidros dianteiros com acionamento em um só toque e sistema e computador de bordo que mostra o consumo de combustível.

 

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...