9 carros que dão mais problemas mecânicos

Saiba quais são os carros que dão mais problemas mecânicos, de acordo com especialistas, e com as notas do Índice de Manutenção Veicular.

Nada melhor que a experiência para podermos avaliar melhor as qualidades de um veículo. Quando se trata de listar os carros que dão mais problemas mecânicos, ninguém melhor do que um profissional para dizer ao público que modelos podem se tornar verdadeiros abacaxis para os seus donos.

Afinal, o que faz com que um veículo frequente mais uma oficina? O Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios de São Paulo (SINDIREPA-SP), em matéria para a revista Exame, elencou os carros mais problemáticos e os motivos que fazem tais possantes receberem o título.

Os carros mais difíceis e caros de consertar

Carros que dão mais problemas mecânicos: top 9

Embora a opinião de um especialista seja sempre importante, existem outros fatores que também influenciam para que um veículo apresente problemas. Um deles é o Índice de Manutenção Veicular, um ranking que classifica carros conforme seus custos de manutenção até os 100 mil quilômetros rodados.

Nessa lista, os veículos são avaliados por critérios dentro de suas categorias. O foco é em medir o custo das manutenções preventivas, preditivas e de mão de obra, no sentido de garantir (ou não) a segurança de seus ocupantes e a eficiência na rodagem.

Portanto, é justo dizer que o IMV é um indicador sobre o quanto um carro pode dar problemas mecânicos. Se sua manutenção é difícil e custosa, é sinal de que os problemas que apresenta não são em decorrência apenas do mau uso ou de desgaste natural.

Assim, achamos mais justo, ao lado da opinião dos especialistas, divulgar as notas que os carros por eles citados recebem no IMV da Cesvi. No caso, 10 é a nota que indica o menor custo de manutenção e 60 o custo maior.

1. Citroen C3 (IMV 25)

De acordo com o Sindirepa-SP, o Citroen não é um carro feito para rodar no sempre mal conservado asfalto brasileiro, já que frequentemente apresenta problemas na suspensão. Além disso, seus componentes eletrônicos, aliado à falta de informação repassada pela montadora, dificulta a vida de profissionais, que ficam inseguros em relação a como fazer os reparos. Por todas essas dificuldades, o C3 é um dos carros que dão mais problemas mecânicos.

2. Renault Clio (Sem IMV)

No caso do Clio, o problema é até mais sério. Peças muito difíceis de encontrar e constantes defeitos tornam a vida dos mecânicos muito mais difícil. O que se diz é que seu motor é fraco e que é comum a bobina de ignição queimar.

Junte a isso o mesmo drama enfrentado pelos que precisam consertar um Citroen, ou seja, a falta de apoio da montadora, e está formado um quadro preocupante.

3. Renault Sandero (IMV 25)

Não chega a causar espanto que os carros que dão mais problemas mecânicos sejam de montadoras francesas. O Sandero padece do mesmo mal do Clio e do Citroen, ou seja, é um carro com mecânica ruim e que não suporta o tráfego em centros urbanos.

4. Peugeot 207 (IMV 26)

Os problemas do 207 são idênticos aos do C3. Carro com muitos componentes eletrônicos e pouca informação por parte da montadora. Além disso, a suspensão não é adequada para o tráfego no péssimo asfalto que recobre boa parte da malha rodoviária brasileira.

5. Ford Fiesta (IMV 24)

O problema mais comum no Ford Fiesta é o sistema de arrefecimento, que falha constantemente. Outro drama enfrentado pelos mecânicos e proprietários é a dificuldade em encontrar peças no mercado. No Reclame Aqui, a Ford é a montadora com pior avaliação pelos consumidores.

6. JAC J3 (Sem IMV)

Os veículos fabricados por montadoras chinesas recebem críticas por diversos tipos de problemas. Para os mecânicos, são carros como motores falhos, com suspensão fraca, e com injeção eletrônica difícil de calibrar. Some-se a isso a dificuldade em encontrar peças, e talvez você pense duas vezes antes de comprar um J3.

Os 20 carros mais econômicos do Brasil em 2017

7.Citroen C4 (Sem IMV)

Os problemas do C3 se repetem no C4. Ou seja, suspensão que não foi preparada para as ruas brasileiras, muitos componentes eletrônicos e pouca informação.

8. Peugeot 208 (Sem IMV)

Além de replicar os problemas do Peugeot 207, o 208 apresenta outro problema. É um carro barulhento, o que pode indicar o desajuste e má adequação da sua estrutura.

9. Ford Ka (IMV 22)

Como os problemas se repetem entre os carros franceses, com os da Ford a situação é igual. O Ka, assim como o Fiesta, costuma apresentar falhas no arrefecimento e tem peças difíceis de encontrar.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...