Os 6 carros mais inseguros em uma batida

Entenda como é realizado o teste de colisão Latin NCAP, que classifica os veículos mais seguros e aponta também os carros mais inseguros num acidente de trânsito

Você saberia dizer o que torna os carros mais inseguros? A Latin NCAP sabe, e é por isso que, anualmente, a associação realiza testes de colisão. Neles, os veículos são avaliados de acordo com a proteção oferecida para adultos e crianças.

Após os testes, os carros recebem classificações em estrelas, que vai de uma a cinco. Quanto mais estrelas, melhor e mais seguro é o veículo ao sofrer um impacto.

Quem é a Latin NCAP

Conhecido também como Programa de Avaliação de Carros Novos para América Latina e o Caribe, o teste Latin NCAP é fruto da associação de mais de 20 entidades latino americanas ligadas à segurança no trânsito.

Um dos representantes brasileiros é o CESVI, o Centro de Experimentação e Segurança Viária, que também está presente na Argentina, México e Colômbia. Outro importante membro da associação Latin NCAP é a  FICVI, a Federação Iberoamericana de Associações de Vítimas contra a Violência Viária.

Portanto, o teste Latin NCAP nasce da necessidade de consumidores e entidades de classe ligadas ao setor automotivo de controlar a qualidade dos veículos. O mercado latino americano, hoje, tem nos testes de colisão da entidade uma referência importantíssima na avaliação de carros de passeio novos.

Patrocinam o Latin NCAP a FIA, Federação Internacional de Automobilismo, Fundação Bloomberg, Banco Interamericano de Desenvolvimento, Global NCAP e a ICRT, a organização internacional para pesquisa e testes ao consumidor.

Portanto, além de classificar os carros mais inseguros e os mais seguros, a Latin NCAP é,sobretudo, uma associação de defesa do consumidor.

Como são feitos os testes

Os testes são divididos em duas categorias, a de Passageiro Adulto e Passageiro Criança. Antes das avaliações, no entanto, são avaliados também os equipamentos de segurança ativa e passiva. São eles:

  • Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) – tecnologia em frenagem que permite o carro estabilizar-se de forma independente, caso haja perda de controle. O ESC é considerado o mais importante avanço sem segurança viária desde o cinto de segurança, criado em 1959;
  • Lembrete de Uso de Cinto (SBR) – para ganhar os pontos relativos à presença do dispositivo que lembra o uso do cinto, é necessário que ele funcione para motorista e passageiro.
  • Sistema Antibloqueio de Freios (ABS) – o sistema ABS torna a frenagem mais segura, pois impede o travamento das rodas em caso de acionamento brusco.

No teste, o impacto do veículo acontece a 64 km/h contra uma barreira deformável descentrada. Dentro do veículo, nos lugares do motorista e passageiros, são colocados dummies, um tipo de manequim. Após a colisão, é a leitura da extensão dos estragos sofridos pelos dummies que possibilita a classificação.

Sendo assim, os carros que conquistam mais de três estrelas por categoria são os mais seguros, enquanto os que se situam abaixo dessa contagem são os carros mais inseguros.

Os testes para avaliação do ESC são realizados à parte. Numa pista, em velocidade de 80 km/h, são feitas manobras evasivas, simulando uma mudança repentina de direção, em que o volante é girado a 270 graus.  

Os carros mais inseguros

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a Latin NCAP e o que representa o teste de colisão, pode avaliar melhor os resultados dos últimos testes. Os modelos listados são todos zero quilômetro, todos em versões à venda no Brasil..

1 – Chevrolet Onix

Passageiro Adulto: 0 estrela

Passageiro Criança: 3 estrelas

Airbags: 2

Preço médio do seguro para uma mulher de 38 anos que vive em São Paulo: R$ 1.559,12

2 – JAC J3

Passageiro Adulto: 1 estrela

Passageiro Criança: 2 estrelas

Airbags: 2

Preço médio do seguro: R$ 2.987,00

3 – Fiat Mobi

Passageiro Adulto: 1 estrela

Passageiro Criança: 2 estrelas

Airbags: 2

Preço médio do seguro: R$ 1.865,88

4 – Nissan March

Passageiro Adulto: 3 estrela

Passageiro Criança: 1 estrelas

Airbags: 2

Preço médio do seguro: R$ 1.769,75

5 – Nissan Versa

Passageiro Adulto: 3 estrela

Passageiro Criança: 1 estrelas

Airbags: 2

Preço médio do seguro: R$ 2.122,63

6 – Hyundai HB20

Passageiro Adulto: 3 estrela

Passageiro Criança: 1 estrelas

Airbags: 2

Preço médio do seguro: R$ 3.254,58

Os valores do seguro foram cotados tendo como perfil um mulher na faixa dos 40 anos, moradora de São Paulo. Os valores podem sofrer variações consideráveis de uma região para a outra e de acordo com o perfil do condutor.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...