É melhor comprar carro novo ou usado?

A escolha entre carro novo ou usado sempre suscita muitas dúvidas aos potenciais compradores. Afinal, o que é mais vantajoso? Qual o melhor negócio?

Seja na primeira compra ou na hora da troca, há quase sempre aquela dúvida: carro novo ou usado? Os futuros proprietários analisam, pedem opiniões, pesquisam preços e, muitas vezes, continuam sem saber qual será a melhor opção. É natural essa incerteza, afinal um veículo é um bem durável e a sua aquisição pesa bastante no orçamento.

A escolha entre carro novo ou usado implica basicamente em questões financeiras, mas, ao contrário do que muitos pensam, não apenas na hora da compra. É preciso considerar os gastos que se terá já com a chave do veículo em mãos. Por isso, essa é realmente uma decisão que não pode ser tomada de ânimo leve.

Carro novo ou usado: prós e contras

No mercado automobilístico brasileiro, a disputa entre carro novo ou usado vem sendo vencida pelos que já tiveram mais de um dono. Enquanto a venda de zero quilômetros apresentou uma queda brusca em 2014, os usados e seminovos estão em alta. Uma mudança no comportamento do consumidor que passou a pensar mais e melhor no dinheiro. Mas por que? Comprar um veículo de segunda mão é sempre melhor?

Ao optar por um carro novo ou usado irá deparar-se com vantagens e desvantagens. Os estreantes saem na frente por não terem tido outros donos, as peças são novas, muito provavelmente o veículo não precisará de reparos constantes, a depender do uso. Além disso, o automóvel sai da loja com garantia de fábrica e um calendário de revisões obrigatórias já precificadas.

Por outro lado, os carros novos geralmente são vendido a preços elevados e vêm praticamente sem acessórios. Para deixar o veículo mais completo, o proprietário precisará investir mais uns bons tostões. Investimento esse que poderá não compensar, uma vez que a desvalorização do automóvel é agressiva assim que ele sai da loja. Assim que chega nas mãos do primeiro dono, o possante já perder automaticamente 20% do valor original. Nos anos seguintes, essa depreciação desacelera. Vale lembrar que o comprador ainda precisará arcar com os custos de documentação, impostos e taxas, um peso extra no orçamento.

Veja como trocar carro usado financiado por novo

O preço é algo que chama muito atenção de quem está na indecisão entre um carro novo ou usado. Pelo mesmo preço de um zero quilômetros, é possível encontrar um usado muito bem equipado e que não demandará desse tipo de gasto. Quando o assunto é desvalorização, o usado também é mais vantajoso, pois o maior impacto foi sofrido apenas pelo primeiro dono. Um veículo já rodado, mas em bom estado de conservação, pode realmente ser uma escolha mais justa para o bolso.

Porém, como nem tudo são flores, quem opta por aquele que já tem alguns quilômetros na disputa entre carro novo ou usado pode ter outro tipo de prejuízo. O veículo pode ter saído mais barato, mas o seguro pode até sair mais caro. Depois é preciso considerar que um automóvel com anos de uso tem mais tendência a apresentar problemas e não está mais coberto pela garantia. As idas à oficina podem ser uma constante bem dispendiosa.

Para decidir entre carro novo ou usado, o consumidor precisa colocar prós e contras na balança e ver o que melhor se adapta à sua realidade financeira. Não existe certo ou errado, o que é melhor para um proprietário pode não servir para outro. Por isso, é fundamental estar bem informado e nunca agir impulsivamente na hora da compra ou sob influência de terceiros.

Como decidir entre um novo ou usado

Independentemente de comprar carro novo ou usado, o importante é fazer uma aquisição que atenda às necessidades e demandas. Adquirir o veículo “no escuro” é correr risco sério de decepção ou dores de cabeças futuras. Atenção às dicas para ajudar a tomar a melhor e mais acertada decisão.

  • Não vá além das suas possibilidades financeiras. Por mais que o sonho de um carro zero seja importante para você, escolha a alternativa mais saudável para o bolso em todos os sentidos.

  • Se vai optar por um usado que teve a fabricação descontinuada, verifique como são e quanto custam as manutenções. Geralmente, nessas situações são bem mais caras.

  • Seja carro novo ou usado, é fundamental fazer um test drive. Nos veículos zero, vale para perceber o funcionamento do possante. Nos usados, além disso, serve para detectar possíveis problemas.

  • Os importados podem encantar e, algumas vezes, até terem um preço atrativo, mas é preciso ter atenção. Pode ser muito difícil encontrar assistência ou peças de reposição.

  • Escolha sempre um veículo que se adapte ao seu perfil e estilo de vida, mesmo que essa opção possa sair mais cara. Encare como um investimento a longo prazo.

  • Para quem está decidido a levar um usado para casa, é importante contratar um serviço de vistoria. O mecânico fará uma análise profunda do veículo e poderá afirmar se é um boa opção de compra ou não.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...