O que acontece se você bloquear celular roubado?

A Anatel, junto com os órgãos públicos, recomenda bloquear celular roubado pelo número do aparelho, conhecido pela sigla IMEI. Saiba como proceder.

Segundo a ABR Telecom em seu balanço de 2015, um total de 5.074.594 de aparelhos foram bloqueados no Brasil por perda ou roubo. Bloquear celular roubado é o procedimento de segurança indicado para evitar não apenas que o aparelho seja usado indevidamente, mas também para preservar os dados de quem o tem subtraído.

Bloquear celular roubado resolve?

Embora na maioria dos casos os celulares roubados sejam apagados ou reconfigurados pelos criminosos que os roubam na intenção de vendê-los, bloquear celular roubado é um procedimento imprescindível. Isso porque existe uma forma de inutilizar não apenas o chip, mas o aparelho em si.

Cada aparelho tem um número de série único, que o identifica e o distingue de outros, como se fosse uma impressão digital. Trata-se do IMEI, sigla em inglês que significa Identificação Internacional de Equipamento Móvel. Ao efetuar o bloqueio do aparelho por esse registro, o aparelho fica inutilizável, portanto, sem nenhuma serventia até para o criminoso que o roubar. Logo, ao bloquear celular roubado, a vítima estará prestando um serviço até para a sociedade, já que tal ação desestimula o roubo de celulares num geral.

Identificando o IMEI

Para saber qual o IMEI de um aparelho, basta digitar *#06# como se fosse fazer uma ligação. Imediatamente, aparecerá na tela uma sequência de 30 números, que deverão ser anotados. Em caso de roubo, a primeira providência é registrar ocorrência numa Delegacia Policial. Depois disso, a operadora deverá ser contactada, para bloquear celular roubado através do IMEI. Pode ser que a operadora solicite cópia do registro de ocorrência via email ou fax, para só então bloquear celular roubado, perdido ou furtado.

Dessa forma, o bloqueio por furto ou roubo de um celular é uma medida eficaz para prevenir o uso indevido do aparelho. Mais ainda, com o bloqueio do IMEI, o aparelho torna-se inútil, o que representa um incentivo a menos para a ação de criminosos ou pessoas mal intencionadas. É um pouco mais trabalhoso, mas de grande importância para a segurança pessoal e para frear a atividade de marginais que têm no roubo de celulares um meio de aferir vantagens ilícitas.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...