Como identificar barulhos no carro

Saiba como identificar precocemente os barulhos no carro que podem ser indicadores de problemas que, com o tempo, tornam-se graves avarias mecânicas.

Identificar corretamente barulhos no carro pode representar a diferença entre um pequeno reparo e um grande rombo no orçamento. Quer saber quais são os ruídos mais comuns e como identificar possíveis problemas relacionados? Acompanhe o artigo até o final.

Saiba como identificar os barulhos

Destacamos nove tipos de barulhos no carro mais comuns, suas possíveis causas, o que podem indicar e como repará-los.

Se seu carro apresenta pelo menos um deles, não espere acontecer o pior, leve-o imediatamente até sua oficina mecânica de confiança. 

Barulhos no motor

Talvez um dos ruídos mais difíceis de se identificar com precisão são os que vêm do motor. É onde se concentram a maior parte das partes móveis do carro, por isso o ouvido deve estar treinado para detectar corretamente de onde vem o barulho.

Uma das causas mais comuns é a tensão na correia dentada (caso seu carro seja equipado com uma), embreagem ou nas buchas, que existem justamente para reduzir o atrito entre as peças giratórias.

Para saber de onde vem o barulho no motor, o ideal é fazer um teste com o capô aberto e o motor ligado. Uma vez identificada a origem, é hora de levar na oficina para o devido reparo.

Barulhos nos freios

Barulho no freio

Se os barulhos do motor não são tão facilmente identificáveis, o mesmo não acontece com os freios. O barulho nos freios ao serem acionados são o sintoma mais comum de desgastes nas lonas e pastilhas, e são um indicador seguro de que pelo menos um desses componentes precisa ser trocado.

Barulhos no escapamento

No caso do escapamento, identificar ruídos provenientes de sua estrutura também não é difícil. Na grande maioria dos casos, é no silencioso, um de seus componentes, que o problema se localiza. Começa com um pequeno furo que aumenta o nível de ruído, conforme o tempo passa e a peça não seja trocada.

Um silencioso furado causa barulho (que pode se tornar ensurdecedor), trepidação e perda de potência.

Barulhos na embreagem

Barulho na embreagem

A embreagem também pode se tornar uma fonte de barulho no carro se a sua manutenção não for feita regularmente. Identificável quando você pisa no pedal de embreagem, caracteriza-se por um chiado fino e muito agudo.

Uma das principais causas para esse tipo de ruído é o rolamento avariado, que pode se deteriorar pela ação do tempo, por falta de lubrificação ou após o veículo ter passado por uma região alagada.

Barulho na suspensão

Reparar suspensão que apresenta barulho pode exigir mais do que uma simples vistoria. Isso porque são muitos componentes móveis em permanente atrito, que só podem ser identificados por leigos em movimento, o que de certa forma dificulta um correto diagnóstico.

Os componentes da suspensão que podem apresentar barulho são:

  • Amortecedores
  • Molas
  • Coxins de amortecedores
  • Pratos de molas
  • Bandejas ou balanças
  • Buchas da barra estabilizadora
  • Bieletas da barra estabilizadora
  • Pivôs

Por se tratar de um conjunto de peças fundamental para a segurança, o ideal, em caso de barulhos na suspensão, é procurar ajuda especializada o mais rápido possível.

Barulhos no amortecedor

Amortecedor

Ruídos nos amortecedores são geralmente fáceis de identificar, até porque aparecem junto a outros sintomas de que precisam ser trocados.

O barulho, nesse caso, é similar a um “toc toc”, seco, de materiais maciços batendo. Os barulhos no carro são acompanhados de trepidação, o que indica que os amortecedores não estão mais cumprindo com sua função principal, a de dar estabilidade e controle aos movimentos da suspensão.

Barulho nas rodas

Existem basicamente duas causas para barulhos nas rodas de um carro: os pneus ou os rolamento de roda. Para avaliar corretamente qual a real causa, o recomendável é levar o carro numa oficina, em que possa ser suspenso e ter as rodas comparadas entre si.

Pneus que apresentam desgaste irregular em sua superfície podem ser causadores de ruído e, para confirmar, o procedimento que se faz é trocar as posições das rodas. Se depois disso, o local de origem do ruído mudar (das rodas traseiras para as dianteiras), o problema está nos pneus.

Já no caso de ruídos com origem nos rolamentos, o problema é identificado com o carro em movimento. Se o barulho aparece quando a velocidade ultrapassa 40 km/h, a causa provável é o rolamento de roda desgastado.

Barulho na marcha

Em carros com câmbio manual, a troca de marcha pode ser o momento em que aparece um ruído bem característico, conhecido como “marcha arranhando”.

Evidentemente, se você não pisa na embreagem o suficiente antes de acionar a alavanca da marcha, o resultado será o ruído de arranhão, mas se mesmo com o acionamento correto do pedal de embreagem a marcha apresenta ruído, então pode ser que você tenha um problema mais sério.

O que geralmente acontece é um defeito de regulagem no cabo da embreagem, isso se seu carro for mais antigo. Nos novos, pode ser necessária a troca do atuador que fica dentro da embreagem, que deve ser substituído junto com o respectivo platô e disco.

Barulho na direção

Direção

Um dos barulhos no carro mais preocupantes é o que se percebe quando se esterça o volante e a direção hidráulica emite um ruído incômodo. Na maioria dos casos, a entrada de ar no sistema provoca ruídos, mas somente uma avaliação profissional pode detectar problemas de maior gravidade.

Falta de fluido na direção também é uma possibilidade, já que ele pode vazar do reservatório ou de alguma mangueira ou retentor ressecado. No entanto, pode ser que as palhetas no interior da bomba da direção estejam engripadas. Nesse caso, a solução mais recomendada é a aplicação de um aditivo à base de teflon em seu interior.

Em todo caso, o ideal é levar o carro em oficina credenciada e de confiança para uma revisão mais detalhada e profissional, não importa a origem do ruído.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...