O que levar em conta antes de alugar um imóvel

O número de pessoas que optam por alugar um imóvel ao invés de comprar aumenta cada vez mais. Saiba o que você deve levar em conta ao tomar essa decisão.

Alugar um imóvel tem sido uma prática cada vez mais comum no Brasil. Muitos especialistas explicam que adquirir um imóvel à vista ou parcelado é sinônimo de perder dinheiro, já que o valor investido em uma propriedade tende a render mais em outros fundos. Por isso, vamos explicar neste artigo o que você deve levar em conta antes de alugar um imóvel, aprenda:

Saiba como está sua vida financeira

Parece óbvio, mas muita gente não faz! Antes de alugar um imóvel, revise todas as suas contas, quanto você ganha e quanto pode pagar por um imóvel. Saiba também se o valor do meio de transporte que você usa irá aumentar no novo imóvel, a conta de luz ou água e o condomínio.Ter tudo na ponta do lápis é essencial para quem quer alugar um imóvel. Preste muita atenção: o ideal é que o valor do aluguel do imóvel escolhido, somado ao IPTU e ao condomínio – no caso de apartamentos –, não ultrapassam 30% do rendimento familiar.

Comprar ou alugar imóvel: o que é melhor?

Muita pesquisa!

Depois de saber exatamente quanto você pode gastar, é a hora de pesquisar muito. Sem preguiça. Olhe todas as opções possíveis. Todas mesmo.O bairro, a vizinhança, a imobiliária que está alugando. Não alugue o imóvel se não souber tudo sobre ele. Além disso, a instabilidade do setor imobiliário, motivada pela fase econômica do país, tem garantido muitas ofertas. Por isso, não tenha pressa para escolher o imóvel que melhor se adapta à sua rotina. Uma pesquisa mais ampla também possibilita melhor capacidade de barganha no valor do aluguel.

Hoje em dia, graças a internet, é possível realizar diversas buscas sem sair de casa. Os próprios sites fornecem filtros importantes na hora da escolha.

Vistoria

Antes de assinar um contrato, uma vistoria, que deve ser toda detalhada por escrito, é feita no apartamento. Essa fase é essencial para que você não tenha problemas futuros. Veja algumas dicas de vistoria que você for alugar um imóvel:

  • Ela deve ser a mais minuciosa possível, com fotos datadas, a marca, tipo e cor da tinta das paredes e teto, quantidade de armários e gavetas, o estado e material dos puxadores em cada cômodo, o tipo dos azulejos dos banheiros e cozinhas e até mesmo a quantidade de furos nas paredes.
  • Teste os chuveiros, pias, descargas e toda a parte elétrica e hidráulica, de preferência, com um especialista.
  • Vale perguntar ao síndico ou ao porteiro como é a vizinhança e a segurança.
  • Visite mais de uma vez o lugar antes de locar e, de preferência, durante o dia para ver melhor as imperfeições.

O temido contrato

Um dos momentos mais importantes quando você aluga um imóvel é a assinatura do contrato. Leia tudo com muito cuidado, se tiver dúvidas, não hesite em perguntar e, se possível, consulte um advogado.

O contrato deve refletir toda a negociação entre locador e locatário, incluindo o tempo de permanência no imóvel e o laudo da vistoria de entrada.  Durante o prazo estipulado para a duração do contrato, o proprietário não poderá reaver o imóvel alugado. Já o locatário poderá devolvê-lo pagando multa proporcional ao período de cumprimento do contrato.

Para alugar um imóvel, o locatário precisa ser maior de idade – ter 18 anos ou mais – e deve apresentar na imobiliária o RG, o CPF e comprovantes de residência e de renda. No caso do funcionário público e do trabalhador com carteira assinada, a comprovação de renda pode ser feita por meio do demonstrativo de pagamento. Aos profissionais liberais ou autônomos geralmente pede-se uma cópia do último imposto de renda ou do extrato bancário.

  • O proprietário só pode rescindir a locação por acordo (com o inquilino) ou venda do imóvel. Caso contrário, deve pagar a rescisão.
  • Já quem aluga pode rescindir a qualquer momento, desde que pague multa, geralmente de três meses. O valor também pode ser estipulado pela Justiça.

Veja como usar o seu FGTS para comprar um imóvel

Dicas extras para quem vai alugar um imóvel

Infiltrações e vazamentos

  • Se foi originado pelo inquilino, ele paga.
  • Em todos os outros casos, quem paga é o proprietário.
  • Comunique ao locador imediatamente, por escrito, caso haja alguma inconformidade no imóvel.
  • Nunca faça obra por conta própria e sem autorização, também, por escrito.

Pintura

  • Cobrança de taxa de pintura não é válida.
  • Porém, o locatário é obrigado a devolver o imóvel no estado que o recebeu.
  • Se a pintura estiver boa, apenas desgastada (amarelada) pelo tempo, não é obrigado a pintar.
  • Não há taxa de pintura, o que ocorre é que o locador repassa o custo de pintura se a vistoria constatar que a pintura não está boa.

Imposto de Renda

Tanto locador quanto locatário devem declarar no Imposto de Renda a locação firmada.

Por último, é importante que você fique de olhos nos reajustes e taxas extras. Esse ponto está conectado com o que falamos acima: tenha tudo organizado e não seja prejudicado por surpresas financeiras.

Continuar a ler

Na Web

você pode gostar também

Comentários

Loading...